Vozes da Favela: CUFA-DF e Defensoria Pública do DF lançam programa

0

Assinatura de Protocolo de Intenções marca início da cooperação entre ONG e instituição

 

Uma parceria firmada na última quarta-feira, 01/07, por Maria de Nápolis, defensora pública-geral da Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF), e por Bruno Kesseler, presidente da Central Única das Favelas no Distrito Federal (CUFA-DF), visa aproximar a instituição da população das periferias.

A assinatura do Protocolo de Intenções é o primeiro passo para a elaboração e implementação de projetos conjuntos que integrem o programa Vozes da Favela. O objetivo é promover o empoderamento de jovens por meio da educação em direitos, da conscientização e da promoção da dignidade humana.

Na ocasião, também compuseram a mesa de honra da solenidade: a defensora pública e coordenadora do Núcleo de Assistência Jurídica dos Direitos Humanos da DPDF, Clélia Brito Silveira e a representante da liderança da CUFA de Planaltina-DF, Juliana Gomes.

Para o presidente da Central, a parceria trará muitos benefícios aos moradores das periferias do DF.  “A CUFA funciona exatamente como um elo de ligação entre o poder público e a sociedade civil. Hoje nós atuamos diretamente em mais de 12 regiões em Brasília, temos projetos que além de potencializar e gerar oportunidade, também levam informação para as pessoas que moram nessas regiões. Por isso, o papel da Central nessa parceria é muito importante. Acredito que através do programa vamos desenvolver diversos projetos”, ressalta Bruno.

Durante o evento, Clélia Brito Silveira destacou que a assinatura do Protocolo é importante, tendo em vista a missão da Defensoria Pública no processo de transformação social.

“É necessário dar voz e ouvir as pessoas que vivem nas favelas. O trabalho da CUFA e o trabalho da DPDF se acrescentam mutuamente, considerando que ambas acreditam na educação como meio de promoção da dignidade humana”, disse.

A Escola de Assistência Jurídica da DPDF (Easjur), que também participará do programa sugerindo projetos que proporcionem a socialização de conhecimento jurídico básico, será fundamental no combate a desinformação.

Sobre a CUFA

A CUFA (Central Única das Favelas) é uma organização brasileira com atuação em 26 estados brasileiros, além do Distrito Federal e reconhecida nacional e internacionalmente nos âmbitos político, social, esportivo e cultural. Foi criada há 20 anos, a partir da união entre jovens de várias favelas, principalmente negros, que buscavam espaços para expressarem suas atitudes, questionamentos ou simplesmente sua vontade de viver.

Presente no DF há 5 anos, a ONG oferece projetos gratuitos voltados para jovens das periferias, favelas e entorno. Entre eles o Taça das Favelas, campeonato de futebol de campo, o TopCufa, concurso de beleza e o CUFA Empreenda com oficinas gratuitas de capacitação. O objetivo das ações é valorizar e dar visibilidade para a potência, talento e beleza das favelas.

Durante a pandemia, a organização iniciou ações de atendimento às famílias em situação de vulnerabilidade social. A campanha “Cufa Contra o Vírus” e o projeto “Mães das Favelas” levam cestas básicas e auxílio financeiro para as mulheres e moradores das regiões mais atingidas pela crise econômica. Com a chegada do frio, agasalhos e cobertores estão sendo arrecadados e doados para a população de rua. Desde que começou, em maio, a campanha já arrecadou 3.600 peças e 1100 cobertores. Outro levantamento feito pela organização mostra que entre março e julho, já foram distribuídas 200 toneladas de alimentos. Toda a campanha já alcançou 19 mil famílias, em 40 regiões do DF.

anuncio patrocinado
Anunciando...