MPDFT investiga esquema de falsificação de bebidas no DF e em MG

No DF, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão, dois em Vicente Pires, um no Paranoá e outro em Sobradinho

 

 

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), em parceria com a Polícia Civil, deflagrou a Operação Cevada, que investiga grupo de empresários suspeito de envolvimento em esquema de falsificação de bebidas. Além disso, eles são acusados de receptação qualificada, lavagem de dinheiro, organização criminosa e crimes contra a ordem tributária.
No DF, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão, dois em Vicente Pires, um no Paranoá e outro em Sobradinho. Além da capital, a ação ocorreu simultaneamente em cidades de Minas Gerais, como Canabrava, Paracatu, Brasilândia e João Pinheiro. No toral, foram cumpridos 13 mandados, desses, sete pessoas foram presas em flagrante. Também foram apreendidos mais de 50 veículos, seis armas de fogo, documentos, cheques, computadores e celulares.
De acordo com as investigações, comerciantes do DF e de Minas Gerais compravam bebidas falsas em diversos estados do Nordeste e revendiam como verdadeiros em suas regiões e também em São Paulo. A mercadoria era transportada sem nota fiscal ou com notas frias.
O Centro de Produção Análise, Difusão e Segurança da Informação do MPDFT deu apoio à operação, que foi conduzida pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado Gaeco) do Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MPMG).
Com informações do MPDFT* 
anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui