Iprev corta pensão e aposentadoria de servidores por falta de cadastro

Aniversariantes de janeiro que não fizeram recadastramento tiveram benefícios suspensos. Prova de vida é obrigatória para evitar fraudes

 

Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Distrito Federal (Iprev) suspendeu o pagamento de 318 aposentados e pensionistas que não fizeram o recadastramento no prazo previsto. Eles fizeram aniversário no mês de janeiro e tinha até junho para apresentar documentação de prova de vida. A pendência estendia-se para 426 pessoas, porém, mesmo atrasados, 108 foram até uma agência do Banco Regional de Brasília (BRB) para sanar as pendências. A partir de agora será aberto um processo administrativo parar cortar definitivamente os pagamentos. A duração do procedimento é de 120 dias.

Para o próximo mês, 543 beneficiários podem entrar na mesma situação. Esses, são aniversariantes de fevereiro que ainda não apresentaram a prova de vida. Se não o fizerem no prazo máximo de julho, terão as aposentadorias ou pensões bloqueadas e, posteriormente, extintas. O procedimento com prova de vida é obrigatório.

Ao longo de 2019, 61.483 pessoas deverão atualizar as informações. A ideia é reduzir a folha de pagamento em razão de irregularidades como duplicidade de pagamento a servidores, contracheques acima do teto salarial e depósitos feitos em contas de funcionários que já morreram.

Ficou estabelecido no Decreto nº 39.276, de 6 de agosto de 2018, o Recadastramento Anual de Servidores Públicos Ativos, Inativos e Pensionistas do Distrito Federal. Desde janeiro de 2019, é obrigatória atualização dos dados a cada mês de aniversário do inativo. Quem não comparece e não faz a devida justificativa no prazo de 90 dias tem o direito suspenso. Após seis meses, o pagamento dos proventos e pensões é cancelado. Os 318 com benefícios suspensos são os primeiros a sofrer a suspensão desde a edição da nova legislação.

Ainda não é possível estimar economia ao Iprev porque a suspensão pode ser revertida. Os cálculos só serão divulgados ao certo após bloqueio total dos pagamentos. A relação das agências com endereço completo está no endereço www.iprev.df.gov.br/recadastramento.

Exceções

O servidor designado pelo Iprev para fazer a visita deverá apresentar ao solicitante documento de identidade e credencial expedida pelo instituto. Terminado o processo, será entregue ao beneficiário o comprovante da realização do recadastramento e da prova de vida.

Caso o beneficiário esteja fora do DF e da Região Integrada de Desenvolvimento do DF (Ride), terá de enviar, por correspondência, a mesma documentação autenticada, além de uma declaração de vida emitida em cartório (se morar no Brasil) ou em órgão de representação diplomática ou consular brasileiro (se residir em outro país).

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui