Bailarinos de Brasília farão número na Praça dos Três Poderes neste sábado

Atração faz parte do programa Arte no CAT, desenvolvido pela Secretaria de Turismo do Distrito Federal, que será lançado neste final de semana

 

 

No próximo sábado (13/7), na Praça dos Três Poderes, em Brasília, será lançado o programa Arte no CAT (Centro de Atendimento ao Turista), idealizado pela Secretaria de Turismo do Distrito Federal. A primeira atração do projeto ficará sob responsabilidade do grupo Bailarinos de Brasília, formado por 12 integrantes. O evento será gratuito e começará a partir das 16h30. O programa terá foco em danças, músicas, exposições e artes plásticas.

A cada quinta-feira, de cada semana, haverá uma apresentação de jazz na faixa das 18h. E aos sábados, por volta das 16h30, terá apresentação de balé.

O projeto será totalmente desenvolvido nos seguintes centros: CAT Casa de Chá – Praça dos Três Poderes,

CAT Setor Hoteleiro Sul – Quadra 1, próximo ao Hotel Nacional e CAT Setor Hoteleiro Norte – Quadra 1, ao lado do Kubitschek Plaza.

 

A secretária da pasta, Vanessa Mendonça, informou que o objetivo do programa é fazer com que haja mais troca de experiência entre os brasilienses, além de instituir para que os turistas da cidade tenham maior interesse pela capital. “A ideia é fazer com que esses espaços sejam pontos de troca de experiências. Os novos centros são locais criados para gerar sensações e ampliar o interesse dos turistas pela cidade. São espaços multifuncionais que refletem a identidade da cidade, a alegria dos brasilienses, a efervescência de tudo o que somos e produzimos. Cada espaço é como uma mini Brasília”, destaca.

Bailarinos de Brasília

O grupo Bailarinos de Brasília foi fundado pelos dançarinos e professores Wal Moraes, Tereza Braga e Paula Nóbrega em janeiro deste ano. Eles se conheceram por meio da criação do Balé da Cidade de Brasília, que acabou não dando certo. Pouco tempo depois, formaram uma parceria entre os três para criar a nova equipe de dança.

Moraes comentou que a ideia central da companhia é elevar o nível técnico da dança na cidade. “O grupo surgiu do nosso trabalho com os bailarinos da cidade que anseiam por um trabalho profissional, tanto em termos de um nível técnico e artístico mais elevado quanto de oportunidades para poderem viver de fato do trabalho da dança”, frisou.

Questionado sobre as expectativas para este sábado, o professor mencionou que espera enriquecer a vida cultural dos brasilienses. “Nossa expectativa é de contribuir com o enriquecimento da vida cultural da cidade, com a democratização e ocupação dos espaços públicos que pertecem a todos, com o desenvolvimento artístico dos nossos bailarinos e também com o processo de formação de novas platéias no Distrito Federal”, afirmou.

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui