Polícia faz buscas na casa e gabinete de vereador de Planaltina de Goiás

Político é suspeito de receber repasses ilegais do cemitério da cidade para abertura de covas

A Polícia Civil de Planaltina de Goiás cumpriu, nesta sexta-feira (14/6), mandados de busca e apreensão na casa de um vereador da cidade e do secretário de Transportes. Os dois são suspeitos de receber repasses de uma funerária que opera sem licitação no cemitério do município goiano distante 60km de Brasília.

O delegado Cristiomário Medeiros explica que a ação de hoje é a segunda fase da operação Redenção. “A primeira fase foi na segunda-feira (10/6). Nós fomos ao cemitério e recolhemos documentos. Encontramos anotações que mostram os repasses que uma funcionária fazia ao vereador, em valores entre R$ 150 e R$ 200”, afirmou.
De acordo com ele, os pagamentos são feitos pelo menos desde 2017, quando o político assumiu o posto de vereador. “A funerária atua no cemitério há mais de 10 anos. Eles cobram R$ 900 dos familiares que querem enterrar uma pessoa para fazer a campa, que é a abertura da cova, e a estrutura de tijolos feita em cima”, descreve o delegado. “Só que na verdade, a cova é feita pela prefeitura. Eles até poderiam cobrar pela estrutura, mas não têm licitação para isso”, conclui.
As investigações apontam que cerca de um terço do valor cobrado das famílias é repassado ao vereador e ao secretário. “Nas buscas de hoje, nós recolhemos documentos suspeitos, que serão analisados nos próximos dias”, declara Cristiomário.
anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui