Grupo protesta contra lockdown em frente à casa do governador Ibaneis Rocha em Brasília-DF

0

Manifestantes pediam a reabertura do comércio e se reuniram por volta de 10h, no Lago Sul. Segundo a polícia, o ato foi pacífico

 

Um grupo de cerca de 100 empresários fez um protesto, na manhã deste domingo (21/3), contra o fechamento do comércio, em frente à casa do governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB). De acordo com informações da Polícia Militar do Distrito Federal, a manifestação foi pacífica e, por volta das 13h, os participantes já haviam deixado o local.

A concentração começou às 10h, no centro comercial Gilberto Salomão, na QI 5 do Lago Sul. Os manifestantes deixaram os carros nas redondezas e foram andando para a frente da casa do governador, que fica na mesma quadra.

Oempresário Jorge Aurélio de Menezes, 34 anos, um dos organizadores do ato, destacou que o setor foi extremamente prejudicado. “Precisamos trabalhar e não podemos pagar pelos erros de má gestão do GDF”, disse.

Jorge apontou que o comércio não é responsável pelo aumento de casos de covid-19 na capital e que não pode ser penalizado. “A gente também tem parente morrendo, tem funcionário em estado crítico. A saúde está sempre em primeiro lugar, temos muita noção disso. Mas não podemos parar [de trabalhar] porque se a economia para, é um problema maior ainda”, ressalta.

A empresária Karina Aparecida Silva, 37 anos, dona de um salão na Asa Sul, foi uma das que estiveram presentes no protesto. Ela conta que não tem como continuar de portas fechadas, tendo quatro colaboradores para manter. “Preciso abrir minha loja. Não consigo mais pagar o salário dos meus funcionários sem trabalhar. O último ano deixou muitas dívidas e eu preciso lidar com elas agora”, desabafa.

De acordo com o organizador da manifestação, os empresários devem se unir para um novo ato, na próxima sexta-feira (26/3), em local que ainda será definido pelos participantes.

anuncio patrocinado
Anunciando...