Floriano Peixoto deve deixar Secretaria-Geral para assumir Correios

Se confirmado, ele será o segundo nome das Forças Armadas a deixar o primeiro time da cúpula do Palácio do Planalto

 

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, general Floriano Peixoto, deve deixar o cargo para assumir o comando dos Correios. Se confirmado, ele será o segundo nome das Forças Armadas a deixar o primeiro time da cúpula do Palácio do Planalto.
O primeiro foi o general Carlos Alberto dos Santos Cruz, que deixou a Secretaria do Governo após problemas “ideológicos” com o governo. O presidente da República, Jair Bolsonaro, havia anunciado a demissão do atual presidente dos Correios, o também general Juarez Cunha, porque, segundo ele, o presidente da estatal atuava como um sindicalista.
A Secretaria-Geral da Presidência já passou por mudanças neste ano, quando Gustavo Bebianno deixou o cargo depois de ter desentendimentos com o presidente e seu filho Carlos Bolsonaro. Fora do Palácio do Planalto, o general Franklimberg Ribeiro de Freitas também foi exonerado do comando da Fundação Nacional do Índio (Funai) na semana passada.
O secretário de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, seria um dos cotados para assumir a Secretaria-Geral, mas ele nega que tenha recebido convites e diz que está focado no Ministério da Economia.
anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui