Veja como desenvolver a sua confiança criativa

Você se considera uma pessoa criativa? A palavra “criatividade” indica a capacidade da consciência de criar algo novo e de valor.

Outras definições para criatividade também já foram definidas, por exemplo, em latim, creatus que significa “criar”, “produzir”. Em outras definições, a criatividade é tida como “capacidade criadora, engenho, inventividade.”

De fato, a criatividade é uma qualidade cada vez mais apreciada no mundo, e agora também no trabalho. Ou seja, a confiança criativa é essencial para quem trabalha com peças criativas, conteúdos, mídias e etc.

Logo, a criatividade precisa ser sua fiel companheira, mas isso independe se você trabalha com setor considerado criativo ou não.

Ou seja, existe uma necessidade generalizada entre os empregadores de confiar em funcionários e gerentes com fortes habilidades de pensamento criativo, independentemente de sua função e setor de negócios.

Seja em uma empresa de funcionários terceirizados ou multinacionais, e até mesmo pequenos negócios. A criatividade está em todos os lugares.

Isso porque as contínuas mudanças no mercado de trabalho e a concorrência cada vez mais acirrada exigem que as pessoas saibam encontrar soluções novas e eficazes para enfrentar todos os tipos de desafios profissionais.

Então vamos ver quais são as vantagens desse soft skill que é a criatividade e que está subindo no ranking entre as mais procuradas Além disso, vamos abordar como é possível desenvolver o pensamento criativo para se destacar no mercado de trabalho.

Por que o pensamento criativo é importante?

Se você ainda tem dúvidas sobre o fato de o pensamento criativo ser realmente uma habilidade considerada indispensável, então pode ser um estímulo para você começar a pensar sobre o assunto

De fato, independente se você trabalha com filmagem com drone profissional ou em um escritório administrativo, a criatividade vai beneficiar você.

São muitos os estudos que mostram como a criatividade no processo de trabalho não é apenas valorizada, mas também considerada um dos alicerces do desenvolvimento em todos os setores empresariais.

Afinal, como poderia ser diferente? Foram pessoas com engenhosidade criativa e uma imaginação fora da caixa que marcaram algumas das histórias de sucesso nas escolas de negócios. Em suma, a criatividade é muito importante porque:

  • Eleva o pensamento criativo;
  • Fornece novas habilidades;
  • Torna você uma pessaos interessante;
  • Faz você se destacar no mercado de trabalho.

Steve Jobs, por exemplo, é um modelo de referência que também teve impacto em nível global para a filosofia de negócios. Ele utilizou a criatividade junto com as estratégias de marketing e inovação tecnológica. Com isso, obteve a liderança com o fenômeno Apple.

Como pensar criativamente?

Para aplicar o pensamento criativo na prática, seja em seu trabalho ou habilidades pessoais como pinturas, desenhos e decoração, você deve antes de tudo ter um método organizado.

Só assim você pode transformar o pensamento “fora da caixa” em uma atitude que pode ser monitorada e melhorada. Veja essas etapas que você pode fazer para começar a pensar criativamente:

Reúna as informações

Prepare seu plano de ação, independentemente se você quer começar um negócio de quadros decorativos ou quer promover brindes personalizados bloco de anotações como lembrancinha de algum evento na empresa, por exemplo.

É preciso estudar o objetivo que você precisa alcançar com a criatividade. Essa é uma etapa crucial na qual, como bom estrategista, você coloca em prática todos os recursos criativos que possui.

Comece com a solução simples

É importante começar simplificando os processos, porque isso ajuda a instigar a criatividade, até porque a complexidade atrapalha a criatividade. Logo, é preciso começar estruturando informações para encontrar, se possível, respostas mais eficazes.

Ou seja, o maior custo-benefício e economia de tempo são dois objetivos que você pode querer definir à medida que tiver ideias adicionais e olhar para o que tem em mãos de uma perspectiva diferente.

Faça um brainstorming sobre novas propostas

As ideias adicionais e alternativas devem ser todas examinadas, mesmo aquelas que no papel parecem ter menos chance de sucesso.

Pensar criativamente também significa, acima de tudo, considerar os processos menos óbvios. Cada ideia deve ser analisada do ponto de vista analítico e crítico, sem desconsiderar nem mesmo a abordagem intuitiva.

Nesse sentido, se você quer instigar a criticidade em sua empresa de automação industrial, por exemplo, pode ser útil ter uma sessão de brainstorming em grupo, porque os membros da equipe podem trazer sua própria perspectiva pessoal e redefinir o cenário.

Conecte os tópicos

Conectar os tópicos e instruções nas definições de ideais é essencial para criar um mapa que leve à solução buscada. As conexões entre ideias diferentes, mas relacionadas, podem ajudá-lo a desenvolver um processo de gerenciamento prático mais eficaz.

Ideias de teste

Você terá que passar da teoria à prática testando as soluções que parecem ter mais chance de sucesso na operação.

Dessa forma, você poderá determinar qual é realmente o mais viável e com maior chance de sucesso. Finalmente, lembre-se de anotar os resultados para monitorá-los analiticamente. Sem dúvidas, isso pode ser um diferencial surpreendente em seu negócio.

Por exemplo, se você quer implantar camisa brim uniforme preço mais barato em sua empresa e optou por tecidos mais em conta com o objetivo de cortar gastos, pode ser interessante trabalhar bem na logo da farda para compensar essa economia.

Logo, a criatividade vai ser mais do que necessária nesse processo.

Como desenvolver o pensamento criativo?

A criatividade é uma habilidade ligada a certas funções cerebrais e nosso cérebro, assim como quando corre para se preparar para uma corrida, pode ser treinado para melhorar seu desempenho.

Existem atividades específicas que, se praticadas de forma consistente, podem ajudar sua mente a ser extremamente receptiva e muito criativa.

Listamos aqui alguns processos que podem fortalecer a memória e a concentração e permitir que você tenha mais desempenho em termos de criatividade.

Além disso, como essas são boas práticas para o equilíbrio psicofísico, também o beneficiarão em termos de bem-estar geral.

Além disso, são atividades que também lhe darão um pouco de diversão enquanto você treina sua habilidade de pensamento criativo. Confira!

Cuide do seu corpo e mente

Cuide do seu corpo e da sua mente, pois são cruciais para o desenvolvimento de sua agilidade de reação e brilho de ideias.

O movimento físico estimula a atividade neuronal e produz uma fadiga natural que melhora a qualidade do sono, elemento essencial para a regeneração do cérebro e também para instigar a criatividade durante o dia.

Ou seja, não adianta você querer começar um negócio de cadernos artesanais e comprar os materiais, folhas, linhas, pagar um aluguel de impressoras multifuncionais e ao mesmo tempo não cuidar do corpo, não se alimentar bem e não dormir direito.

Afinal, você estará extremamente cansado para realizar os processos criativos e começar a produção dos cadernos. Esse é só um exemplo, mas se aplica a todas as atividades criativas propostas para fazer.

Portanto, uma ideia interessante antes de começar a comprar embalagens de papel cartão personalizadas e todos os materiais para começar a produzir seu negócio criativo, é fazer ioga, praticar meditação ou qualquer outra atividade de sua preferência.

Mas de forma específica, esses dois tipos de exercícios citados desencadeiam uma série de reações positivas na mente, acalmando-a e fazendo com que ela se concentre no ritmo da respiração e nos movimentos lentos do corpo.

Ao fazer isso, a ansiedade e o estresse são controlados com um efeito revigorante direto em sua criatividade.

Aprenda enquanto se diverte

O pensamento criativo também pode ser desenvolvido a partir de cursos online e presenciais.

Se você é curioso, a oferta educacional apresentada por universidades e institutos de pós-graduação e cursos livres na internet é diversificada, e vai desde cursos de resolução de problemas e pensamento criativo, até os de criação artística e Design Thinking, por exemplo.

Se você não tem certeza de qual curso fazer, a dica é sair da zona de conforto e se matricular em cursos de disciplinas teóricas ou práticas que você nunca experimentou antes. Sem dúvidas isso é um prato cheio para integrar sua criatividade.

Da mesma forma, se você é extremamente prático e dotado de habilidades manuais, experimente um curso de teoria de escrita criativa, por exemplo. Enquanto sua mente é de natureza analítica, um curso de desenho ou pastelaria pode desafiá-lo a encontrar novas respostas para novos estímulos.

Comece com o que tem

Você deve apenas começar para instigar sua criatividade. Ou seja, não precisa de uma gráfica para impressão de apostilas inteira para começar a escrever seu livro, primeiro você escreve, depois você imprime em uma gráfica. Sempre comece com o que tem e pare de dar desculpas.

Crie o ambiente certo

Criar um ambiente físico que faça você se sentir à vontade e relaxado no ponto certo favorece a chegada do “fluxo criativo”.

De acordo com alguns estudos, a luz natural, por exemplo, estimula a sensação de liberdade e a criatividade. Portanto, certifique-se de que haja iluminação natural adequada no local de trabalho.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui