Vapor não faz mal? Médico explica malefícios do cigarro eletrônico ao coração

 

Os dispositivos são muito consumidos por jovens de todo o Brasil e continuam sendo comercializados mesmo após proibição da Anvisa

Não é novidade que no último dia 6 de julho a decisão unânime da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) foi de manter a proibição da venda de cigarros eletrônicos no Brasil. Contudo, apesar da ilegalidade, o produto continua sendo comercializado sem grandes preocupações.

Os famosos “vapes” são dispositivos eletrônicos que produzem vapor em vez de fumaça, e dão ao usuário a possibilidade de escolher a concentração de nicotina e o sabor da essência. Por terem um ar mais “divertido” e terem um cheiro doce, muitas pessoas acreditam que eles não são nocivos como o cigarro comum. Mas, infelizmente, não é essa a verdade.

Especialistas, já há algum tempo, alertam as pessoas de que os vapes também são perigosos e trazem danos à saúde. No que diz respeito ao coração, uma pesquisa realizada pela Escola de Medicina do Kansas aponta que fumantes de e-cigarros possuem risco 56% maior de ter um ataque cardíaco em comparação com não fumantes.

“Apesar de não terem as outras substâncias que o cigarro possui, os vapes podem ocasionar uma concentração mais alta de nicotina, uma vez que, por serem ‘cheirosos’ e causarem menos irritação por conta de inalação de vapor em vez de fumaça, são consumidos com muito mais frequência. O que, inclusive, leva a uma dependência muito maior”, afirma Dr. Ernesto Osterne, médico cardiologista do Instituto do Coração de Taguatinga (ICTCor). 

Pouco se fala sobre os males a longo prazo dos cigarros eletrônicos porque são um produto relativamente novo. Contudo, é importante ressaltar que, tradicional ou eletrônico, cigarros nunca são aliados da saúde. “O tabagismo é a maior causa de morte evitável no mundo. Logo, a recomendação será sempre evitar. Tanto para fumantes ativos quanto para passivos, que estão expostos ao mesmos riscos”, completa o especialista.

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui