Mulher faz cirurgia no apêndice e descobre 270 pedras na vesícula

Ludmila Lourenço sentia dores na coluna há três anos e mesmo indo ao médico com frequência, ninguém havia identificados as pedras

 

Uma mulher de 31 anos foi surpreendida após fazer uma cirurgia de apendicite em São Paulo. Quando Ludmila Lourenço acordou, os médicos entregaram para ela 270 pedras que haviam sido encontradas em sua vesícula.

Ludmila, que é mãe do pequeno Benjamin de 3 anos e nove meses, trabalha como fotógrafa acreditava que as dores eram por causa da rotina cheia que levava.

Foram três anos sentindo dores nas costas e incontáveis visitas ao médico que não indicavam o que poderia estar errado. Ela tinha cogitado inclusive fazer fisioterapia para tentar aliviar as dores que sentia.

Foi apenas quando sentiu uma crise aguda de dor, no dia 1º de junho, que ela foi até o pronto-socorro e descobriu o que estava errado.

“Todo dia eu tinha dores e dores e dores, passei três anos à base de dipirona. Fui levando a vida, à base de remédios, comecei a ficar depressiva, a ter crise de ansiedade recorrente, já ficava com crise ansiosa quando sabia que ia comer, porque depois teria que ficar deitada”, contou ela ao jornal O Globo.

Chegando no hospital, Ludmila foi submetida a uma cirurgia no apêndice após uma tomografia indicar uma apendicite aguda. No entanto, quando acordou descobriu que as dores que estavam sentindo eram decorrentes de 270 pedras na vesícula, que também precisaram ser retiradas.

“Um enfermeiro me deu um saco cheio de pedras ‘olha o que tiraram de você'”, contou ela. “Hoje eu estou 300% melhor do que os três anos que vivi”, afirmou também.

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui