Oito mulheres foram acusadas de bruxaria morreram envenenadas em Guiné-Bissau

As mulheres, maiores de 50 anos morreram após consumirem bebida envenenada e outras 21 foram hospitalizadas em São Domingos, capital da região

 

Oito mulheres acusadas de bruxaria morreram envenenadas no norte de Guiné-Bissau, informou à AFP nesta quinta-feira (22/2) uma fonte oficial.

Após a morte repentina de duas jovens por doença em Culadé, localidade da região de Cacheu (norte), diversos moradores foram acusados de atos de bruxaria e um curandeiro os fez tomar uma bebida envenenada.

Oito mulheres maiores de 50 anos morreram após consumirem a bebida e outras 21 foram hospitalizadas em São Domingos, capital da região, segundo o subprefeito da cidade, Carlos Sanha.

“É uma prática que tem se tornado recorrente nesta região”, onde predomina o animismo, declarou Sanha à AFP.

“Vamos tomar decisões para pôr fim a esta prática digna dos tempos ancestrais”, afirmou.

“É triste e inaceitável que, em pleno século XXI, se tolerem essas práticas”, acrescentou.

Em 2021, durante a Covid-19, quatro pessoas morreram em condições similares nesta mesma região, já que os moradores acreditavam que a epidemia provocada pelo vírus era resultado de atos de bruxaria.

anúncios patrocinados
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.