O COVARDE que cometeu o feminicídio disse a PMDF que matou a mulher uma durante briga

Numa conversa informal, no Hospital de Base, onde está internado, Wederson disse a um policial que tirou a vida da mulher após uma discussão

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) informou que Wederson Aparecido Ananias, 36 anos, confessou ter tirado a vida de Jainia Delfina de Assis, 42, a facadas. Segundo TC Borges, comandante do 15° Batalhão da Polícia Militar, o homem contou que matou ela em um momento de fúria.

“Eu perguntei ‘você matou a mulher? e ele falou: ‘sim, a gente estava drogado, ela me machucou antes, aí no momento de fúria eu esfaqueei ela”, relatou o policial.

O suspeito ainda contou ao policial que passou a noite numa área de mata, andando na beira de um córrego. E, segundo ele, resolveu procurar um advogado para se entregar, na manhã deste domingo (16/6), o que não aconteceu.

Sobre as lesões sofridas, Wederson disse ao policial que foi agredido pelo irmão da vítima e por outras pessoas. “Perguntei se algum policial tinha feito alguma coisa com ele, ele falou que não, que pelo contrário, que tiraram ele rapidamente de lá, porque se ele tivesse ficado lá, disse que teria morrido.”

anúncios patrocinados
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.