UPAS já atenderam 80,6 mil pacientes com suspeita ou diagnóstico de covid

0

 

Dados são de março do ano passado a maio de 2021 e também apontam que, no período, foram feitos 37.711 testes para diagnóstico da doença

A ininterrupta luta no combate à covid-19 durante pandemia já permitiu o atendimento de 80.621 pacientes com suspeita ou diagnóstico da doença, de 1º de março de 2020 até 19 de maio deste ano, nas seis unidades de pronto atendimento (UPAs) do Distrito Federal.
O balanço foi divulgado pelo setor de Vigilância Epidemiológica das UPAs, que são administradas pelo Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do DF (IGESDF). Em um recorte detalhado anual, de março a dezembro de 2020, foram prestados 59.506 atendimentos, que representam 64,5% do total. Já em 2021, de janeiro até 19 de maio, foram 21.115 registros ou 35,5%.
O IGES também realizou o total de 37.611 testes de covid-19 nas UPAs, sendo 12.691 com diagnóstico positivo. “Estamos fazendo o que é humanamente possível para atender o máximo de pessoas”, declarou a superintendente das UPAs, Nadja Vieira, ao ressaltar que as pessoas precisam seguir medidas simples que são fundamentais para prevenção da doença, como lavar as mãos com água e sabão ou higienizar com álcool em gel, usar a máscara e manter o distanciamento social.
 
Atendimentos por UPA
Ao longo de 2020 e 2021, a UPA do Ceilândia liderou o número de atendimentos de pacientes com covid-19, alcançado o total de 18.294. Em seguida, vêm as UPAs de Núcleo Bandeirante (18.154), Samambaia (15.544), Sobradinho (13.500), São Sebastião (9.165) e Recanto das Emas (5.964).
Texto: Thaís Umbelino
Fotos: Davidyson Damasceno
anuncio patrocinado
Anunciando...