Softline desenvolve parceria com universidades para que jovens continuem estudando

0
Eduardo Borba, vice-presidente da Softline para o Brasil

Tecnologia promove resiliência do sistema global de educação por meio de projetos Softline desenvolve parceria com universidades para que jovens continuem estudando

A Softline, fornecedora líder mundial de soluções e serviços de tecnologia e segurança cibernética, vai facilitar e expandir o acesso a ferramentas digitais vitais para diferentes entidades educacionais em toda a região da América Latina, bem como em muitos outros locais do mundo. Para isso, está realizando a integração de diferentes soluções e serviços de tecnologia que permitem aos jovens continuar estudando, enquanto os professores poderão manter suas aulas à distância, de qualquer lugar.

Até o momento, a Softline já colaborou com mais de 2.800 entidades educacionais, incluindo universidades, órgãos públicos, escolas, entre outros, com o intuito de introduzir a tecnologia necessária a fim de apoiar as futuras gerações de profissionais de tecnologia, garantindo que tenham o acesso e os conhecimentos essenciais para seu sucesso no ambiente de trabalho, cada vez mais digital. Na América Latina, durante a pandemia, a educação foi um dos principais setores afetados e o acesso à tecnologia de telecomunicações foi o que permitiu que muitos alunos continuassem seus estudos.

O momento é oportuno. No Brasil, segundo a pesquisa “Resposta educacional à pandemia de COVID-19 no Brasil”, divulgada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), as escolas e as redes de ensino tiveram que aprender um novo modelo de funcionamento digital em relação aos desafios impostos pela pandemia no ano letivo de 2020. O levantamento mostra que 99,3% das escolas brasileiras suspenderam as atividades presenciais e que mais de 98% das escolas do País adotaram estratégias não presenciais de ensino. Ao comparar o cenário de diferentes países em relação ao número de dias com as escolas fechadas, nota-se que o Brasil teve um período expressivo de suspensão das atividades presenciais: 279 dias durante o ano letivo de 2020, considerando escolas públicas e privadas.

Desta forma, tornou-se necessário que as escolas oferecessem um treinamento específico para professores. Na rede estadual, 79,9% das escolas treinaram os professores para usarem métodos ou materiais dos programas de ensino não presencial. Na rede municipal, 53,7% fizeram o treinamento. Ao todo, 43,4% das escolas estaduais disponibilizaram equipamentos, como computador, notebooks, tablets e smartphones aos docentes. No caso das municipais, esse percentual é de 19,7%. Já quando o assunto é acesso gratuito ou subsidiado à internet em domicílio, o levantamento feito pelo Inep mostra que 15,9% da rede estadual adotaram medidas nesse sentido; na rede municipal, o número registrado foi de 2,2%. Além disso, 21,9% das escolas privadas retornaram às aulas com a realização concomitante de atividades presenciais e não presenciais, o chamado ensino híbrido. A estratégia também foi recomendada pelo CNE. Na rede pública, 4% das escolas adotaram essa medida.

De olho na tendência, um exemplo do engajamento da Softline em todo este processo está na parceria com a Associação Húngara de Pesquisa e Rede Acadêmica (Hungarnet), firmada em junho de 2021, para fornecer soluções de software a estudantes universitários húngaros e todos os professores envolvidos. Como resultado, a Softline fornecerá mais de 420.000 licenças Microsoft 365 para todo o sistema de ensino superior húngaro, garantindo o acesso às ferramentas de colaboração necessárias para apoiar o ensino à distância. “Estamos muito satisfeitos com a parceria com a Softlinepara garantir que mais de 150.000 professores e alunos possam usar as soluções de tecnologia mais atualizadas para ensinar e aprender. A pandemia destacou a necessidade de resiliência na educação e estamos orgulhosos de implementar este projeto, que irá garantir o acesso ininterrupto às ferramentas vitais da EduTech como facilitadoras do ensino à distância, independentemente dos desafios que o futuro possa trazer”, comemora Dr. Tick József, presidente da Hungarnet.

Recentemente, a empresa também ajudou a UniMinuto, uma organização sem fins lucrativos fundada para ajudar a população carente da Colômbia a ter acesso ao ensino superior e a expandir sua educação e serviços sociais na África. A Softline trouxe para a UniMinuto uma estratégia para a Instituição da Universidade Tecnológica Eudista na Costa do Marfim que implementa a Solução TotalVoice da Softline, integrada com o Microsoft Teams, uma solução 100% em nuvem, dinâmica e fácil de usar. A Softline não só ajudou a transformar a organização, mas permitiu que professores e alunos permanecessem conectados em suas comunidades.

Por sua vez, o Diretor de Tecnologia e Sistemas de Informação da Universidade UniMinuto, Saúl Reyes, comenta: “A Softline tem sido uma aliada fundamental da UniMinuto. Conseguimos resolver um desafio comercial importante para integrar todos os fluxos de trabalho da universidade nas primeiras 48 horas. Da mesma forma, garantiu que nossos sistemas e processos educacionais possam continuar sem interrupções ou situações inesperadas, como a pandemia de Covid-19. Esses desafios globais têm impacto mais negativo nas comunidades pobres e distantes, então, as iniciativas EduTech (educação e tecnologia) que conectam educadores e alunos são um componente vital da estratégia geral da UniMinuto para levar educação aos lugares mais inacessíveis e onde ela é mais necessária”.

Além dos projetos na Hungria e na Colômbia, a Softline facilitou com sucesso uma série de iniciativas globais em EduTech:

• Apoiou o Ministério da Educação da Cidade de Buenos Aires na gestão de mais de 200.000 dispositivos digitais para alunos e professores da cidade para enriquecer o processo educacional.

• Forneceu equipamentos de robótica s a 16 escolas em Birobidjan, na Rússia, e os alunos, agora, podem adquirir habilidades práticas em áreas como projeto de robótica construção de dispositivos eletrônicos baseados em microcomputadores, bem como montagem e programação de VANTs (Veículo aéreo não tripulado)

• Ajudou a Saint Petersburg Electrotechnical University (LETI), também na Rússia, a implementar projetos de inteligência artificial usando um supercomputador NVIDIA, o que permitiu à universidade executar modelos matemáticos relacionados ao desenvolvimento de algoritmos.

Eduardo Borba, vice-presidente da Softline para o Brasil, acrescenta: “Estamos satisfeitos em ver um número crescente de governos regionais, associações e organizações investindo em suas comunidades por meio da implementação de iniciativas essenciais em grande escala destinadas a garantir que alunos e educadores tenham acesso à tecnologia que eles precisam para ensinar e aprender”.

SOBRE A SOFTLINE

A Softline facilita a transformação digital e serviços de segurança cibernética para clientes em mais de 50 países e em mais de 95 cidades ao redor do mundo. Nossos mais de 2.400 gerentes e mais de 1.000 especialistas técnicos em produtos e serviços apoiam nossos clientes para escolher e integrar os produtos certos da maneira mais eficiente, criando e gerenciando infraestruturas híbridas e seguras. De mãos dadas com eles, nossas equipes globais de suporte e manutenção gerenciam e dão apoio à infraestrutura necessária para a transformação digital de classe mundial, através de serviços baseados em nuvem e segurança cibernética robusta.

Hoje, com mais de 25 anos de experiência, cerca de 5.000 funcionários em todo o mundo e um faturamento de US $1,8 trilhão em 2020, a Softline é fornecedora líder global de transformação digital, serviços em nuvem, cibersegurança, soluções e serviços relacionados. Graças aos mais de 6.000 fornecedores, ajuda mais de 150.000 pequenas, médias e grandes empresas dos setores público e privado a transformar seus negócios no mundo digital. O objetivo da Softline é ajudar a melhorar os resultados comerciais e a qualidade de vida das pessoas por meio do uso mais eficaz da tecnologia.

Outras informações em www.softline.com

anuncio patrocinado
Anunciando...