Secretaria de Saúde confirma 5º caso suspeito de raiva humana em MG

A paciente é uma menina de quatro anos que morreu nesse sábado (28/5). A criança morava na área rural de Bertópolis, onde foram confirmados três outros casos

 

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) confirmou que, na sexta-feira (27/5), foi notificada sobre mais um caso suspeito de raiva humana. A paciente é uma menina de quatro anos, moradora da área rural do município de Bertópolis, no no Vale do Mucuri. A criança morreu no sábado (28/5).

Segundo a SES-MG, o caso segue em investigação e aguarda resultado de exames laboratoriais para confirmação da doença. Este é o quinto caso suspeito de raiva humana em Minas neste ano. Três foram confirmados e um foi descartado.

O primeiro caso suspeito confirmado é de um menino de 12 anos que morreu em 4 de abril. Um segundo caso suspeito foi confirmado pelo laboratório de referência em 19 de abril e a paciente era uma menina de 12 anos. O caso foi notificado em 5 de abril, com a internação da jovem. Em 13 de abril ela teve uma piora, foi transferida para uma UTI, mas morreu no dia 29 do mesmo mês.

De acordo com a SES-MG, os dois casos estão relacionados a mordedura do mesmo tipo de morcego.

O terceiro caso suspeito foi confirmado em 26 de abril. O paciente era um menino de cinco anos que morreu no dia 17, mesma data da notificação. A secretaria informou que apesar da criança não ter sinais de mordedura ou arranhadura por morcego, a investigação da morte foi feita em função da proximidade geográfica das ocorrências e dos hábitos da comunidade, seguindo os protocolos sanitários de prevenção e controle da doença.

Amostras foram coletadas e enviadas para exame laboratorial e os exames foram confirmados para raiva. O caso segue em investigação epidemiológica para identificação das circunstâncias do contágio.

Caso descartado

Um quarto caso suspeito que estava em investigação foi descartado após resultado negativo de exames laboratoriais. A paciente era uma menina de 11 anos que teve alta hospitalar em 6 de maio. O caso havia sido notificado em 21 de abril, também na área rural de Bertópolis, após a paciente apresentar sintomas como febre e dor de cabeça.

Devido ao parentesco com o segundo caso confirmado, foi notificada como suspeita e encaminhada para o hospital de referência, onde ficou em leito clínico, estável e em observação até a conclusão dos exames laboratoriais.

Medidas de prevenção e controle

A SES-MG ressalta que, assim que foi notificada do primeiro caso suspeito, junto com o Distrito Sanitário Especial Indígena/DSEI MGES e equipe de área do Pólo Base adotaram medidas imediatas e contínuas de prevenção e controle da raiva na localidade.

A Secretaria informa ainda que o último caso de morte por raiva humana em Minas Gerais foi registrado em 2012, no município de Rio Casca.

Por fim, a SES-MG destaca a importância de se procurar a Unidade de Saúde mais próxima para avaliação da necessidade de adoção de medidas profiláticas (administração de vacina e/ou soro) em caso de qualquer incidente com mamíferos silvestres ou domésticos, sobretudo morcegos, cães e gatos.

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui