Preso chefe de organização criminosa que dava golpes no WhatsApp

0

Grupo foi preso com R$35 mil e já havia aplicado golpes em pessoas do Distrito Federal, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte e Paraíba

 

A Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC) atuou, com nove policiais, em operação que prendeu um grupo criminoso que aplicava golpes no WhatsApp. O grupo tinha vítimas do Distrito Federal, Rio Grande do Norte, Paraíba e Rio Grande do Sul, incluindo membros do Ministério Público.

As investigações identificaram os autores que moravam em São Vicente, litoral sul de São Paulo. Com a expedição dos Mandados de Prisão e de Busca e Apreensão, os policiais da DRCC se deslocaram a Santos, em São Paulo, e com o apoio do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC-SP) e do Grupo de Operações Especiais (GOE-SP), prenderam um dos chefes da organização criminosa. O homem estava com R$ 35 mil em espécie.

Um comparsa também foi preso em posse de aparelhos celulares e vários cartões bancários. As diligências apontaram que as vítimas de Brasília foram alvos de um grupo criminoso que agia a partir de uma favela conhecida como Fazendinha, ao lado de dois presídios com detentos vinculados à facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

  • Líder do grupo estava com R$35 mil em espécie
    Líder do grupo estava com R$35 mil em espécieDRCC/Divulgação

 

anuncio patrocinado
Anunciando...