O Homem covarde que matou ex-mulher com 30 facadas no DF vai a júri popular nesta quinta

0

Diego Nunes Freitas é acusado de matar Rosileia Pereira Freitas na frente da mãe da vítima, em Taguatinga Norte. Assassinato ocorreu em fevereiro último, no sábado de Carnaval

O Tribunal do Júri de Taguatinga vai decidir, nesta quinta-feira (14/10), às 9h, se condena ou absolve Diego Nunes Freitas, 40 anos. Ele é acusado de matar a ex-companheira Rosileia Pereira Freitas, 36, em 13 de fevereiro último, sábado de Carnaval. A sessão ocorre nove meses após o crime.

À época, o réu foi preso em flagrante e teve a prisão convertida em preventiva no dia seguinte ao assassinato. Em 8 de março, a Justiça recebeu a denúncia do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) contra o agressor.

O casal tinha dois filhos — de 18 e 2 anos — e manteve uma união estável por duas décadas. Em janeiro de 2021, Diego e Rosileia se separaram.

O acusado responde pelo crime de feminicídio em contexto de violência doméstica e familiar, previsto no Código Penal e na Lei Maria da Penha. Caso condenado, ele pode pegar até 30 anos de prisão. O acesso à audiência será restrito às partes envolvidas no processo.

O crime

O feminicídio ocorreu de dia, na rua da QND 52, em Taguatinga Norte. Diego matou Rosileia com, ao menos, 30 facadas. A vítima foi atacada pelas costas, enquanto caminhava com a mãe — que também foi agredida pelo réu.

Testemunhas afirmaram à polícia que Daniel continuou a esfaquear a ex-companheira, mesmo quando ela não podia mais reagir. Pessoas que passavam pelo local conseguiram fazer o assassino parar, após o ameaçarem com uma barra de ferro até a chegada da Polícia Militar. A vítima morreu na hora.

anuncio patrocinado
Anunciando...