No RJ mãe e filho com 450 anotações criminais são presos

0

Dupla foi detida por agentes da 79ª DP (Jurujuba) e liderava organização que aplicava golpes com empréstimos consignados

 

Policiais Civis da 79ª DP (Jurujuba) prenderam na manhã desta terça-feira (25), Débora de Almeida Vidal e Gabriel Almeida Piquet De Oliveira, mãe e filho, acusados de aplicar golpe do empréstimo consignado. Débora possui 16 anotações criminais pela prática de estelionato e Gabriel, de 27 anos, possui 442 anotações. Eles são apontados como líderes da quadrilha especializada no golpe financeiro. Outra participante identificada como Fernanda, de 29 anos, já havia sido presa na última segunda (24).

O golpe

De acordo com a delegada responsável pela investigação, Raissa Celles, por meio de uma empresa intitulada Fênix Assistência, aberta no nome de Gabriel, as vítimas contratavam um empréstimo consignado descontado na folha de pagamento com a promessa de arrecadar 10% do valor contratado.

“Através dessa proposta, a vítima parcelava um empréstimo em 72 meses, dos quais a empresa oferecia 10% desse valor de volta, pago diretamente na conta do servidor. Os outros 90% a vítima repassaria à empresa, através de uma cessão de crédito, com o compromisso da instituição pagar todas as parcelas. Além disso [a empresa] oferecia aplicação do dinheiro em operações financeiras de alta rentabilidade e que, de tempos em tempos, repassaria parte do lucro obtido”, explicou.

A vítima só tinha conhecimento do golpe quando a empresa parava de quitar as parcelas do empréstimo.

“Ao longo do pagamento de algumas parcelas a empresa sumia, o contato com a vítima terminava e o servidor ficava com o prejuízo de todo o restante do parcelamento”, afirmou a delegada.

No início do mês, a investigação já havia indiciado 31 pessoas pela prática do mesmo crime onde em torno de 500 vítimas haviam tido um prejuízo estimado de R$ 100 milhões.

anuncio patrocinado
Anunciando...