Mulher joga cerveja no rosto de policial em Cuiabá e vai presa. Vídeo

0

Nildes de Souza tem, no total, 22 ocorrências policiais em seu desfavor, informou a Polícia Militar do estado

 

Uma mulher foi presa, nessa terça-feira (12/10), após jogar cerveja em um policial militar, no bairro Popular, em Cuiabá, Mato Grosso.

A mulher foi identificada como Nildes de Souza. Imagens que circulam em redes sociais mostram o momento em que ela arremessa a bebida contra o agente, que pula uma cerca e, com a ajuda de colegas, efetua a prisão.

“Eu sou federal, desgraçado. Eu sou federal”, grita Nildes, ao ser imobilizada. Uma das testemunhas ressalta aos PMs que ela é mulher.

De acordo com o boletim de ocorrência, a Polícia Militar do Mato Grosso (PMMT) realizava patrulhamento na praça Popular quando a mulher jogou uma garrafa contra a viatura.

“Os policiais desceram do veículo para conversar com a suspeita, momento em que ela passou a desferir palavras de baixo calão contra os policiais e jogou a cerveja que estava no copo contra o rosto de um deles”, relata.

Ela foi autuada em flagrante por desacato e resistência à prisão e depois encaminhada para audiência de custódia da justiça.

A mulher foi liberada após pagar fiança no valor de R$ 1,1 mil. O alvará de soltura foi expedido pela juíza plantonista Ana Graziela Vaz de Campos Alves Corrêa, do Núcleo de Audiências de Custódia de Cuiabá. Leia a íntegra da decisão:

13 – flagante jornalista1 by Tacio Lorran Silva on Scribd

Nildes de Souza tem 22 ocorrências policiais em seu desfavor, sobre preservação de direito, ameaça, lesão corporal, perturbação, atrito verbal, constrangimento ilegal, vias de fato e injúria real.

A mulher não é policial federal nem ex-esposa do policial militar, acrescentou a PMMT. O caso foi entregue para a Polícia Judiciária Civil.

No Instagram, Nildes diz ser formada em jornalismo. Na mesma rede social, ela postou um vídeo, na segunda-feira (11/10), em que critica o cancelamento de um show pela “fiscalização de Cuiabá”.

“Simplesmente uma querida Juíza de Cuiabá embargou o evento, autorizado pelas autoridades de Cuiabá. Sem comentários…”, escreveu.

Outro lado

Nildes de Souza foi procurada por meio de suas redes sociais, mas ainda não se manifestou sobre a ocorrência. O espaço segue aberto.

anuncio patrocinado
Anunciando...