Mulher é sequestrada e estuprada em BH após deixar filho na escola

0

O autor deixou a mulher em frente ao posto Saramenha (Av. Serrana) e fugiu com o veículo

 

Uma mulher de 43 anos foi vítima de sequestro e estupro, na região da Pampulha em Belo Horizonte nesta quarta-feira (18/08). Após deixar seu filho na aula particular, no Conjunto Celso Machado, ela foi abordada por um homem armado que roubou seu carro.

Segundo boletim de ocorrência (BO) da Polícia Militar, a vítima relatou que ao parar seu veículo e deixar o filho na aula, foi abordada pelo autor que, em posse de uma arma, anunciou o assalto e pediu que a mulher dirigisse o veículo. “O autor foi a orientando quanto ao caminho que seria feito, pois queria desembarcar perto da Ceasa e assim ocorreu. A vítima relata que o caminho percorrido foi longo, passando pelo bairro Serrano, Contagem e Ribeirão das Neves”.

“Ao chegar em um determinado local, pediu que a vítima desembarcasse do veículo e tirasse a roupa. Ao se recusar, o autor puxou sua blusa até conseguir tirar e nesse momento tocou o seios da vítima. Essa começou a xingar o autor que, assustado, recuou e pediu que a vítima retornasse ao veículo, e que iria ficar com o carro da vítima, mas deixaria ela no caminho”, informou o BO.

O autor deixou a mulher em frente ao posto Saramenha (Av. Serrana) e fugiu com o veículo. Após ser abandonada, a vítima fez contato com a polícia via 190, que compareceu ao local.

Denúncias de estupro

Em caso de denúncias de estupro, acione a Polícia Militar de Minas Gerais discando 190 no seu telefone. Para falar com a Central de Atendimento à Mulher, o atendimento é feito 24 horas em todo Brasil, disque 180.

Também é possível fazer denúncias de estupro em Belo Horizonte pelo telefone (31) 3270- 3245 da Delegacia Especializada do Plantão de Atendimento à Mulher da Polícia Civil ou em qualquer delegacia. E para o Ministério Público de Minas, por meio da ouvidoria do MPMG pelo telefone 127 ou (31) 3330-8409 e (31) 3330-9504.

O que é relacionamento abusivo?

Os relacionamentos abusivos contra as mulheres ocorrem quando há discrepância no poder de um em relação ao outro. Eles não surgem do nada e, mesmo que as violências não se apresentem de forma clara, os abusos estão ali, presentes desde o início. É preciso esclarecer que a relação abusiva não começa com violências explícitas, como ameaças e agressões físicas.

A violência doméstica é um problema social e de saúde pública e, que quando se fala de comportamento, a raiz do problema está na socialização. Entenda o que é relacionamento abusivo e como sair dele.

Como denunciar violência contra mulheres?

Ligue 180 para ajudar vítimas de abusos.
Em casos de emergência, ligue 190.

O que é violência física?

  • Espancar
  • Atirar objetos
  • sacudir e apertar os braços
  • Estrangular ou sufocar
  • Provocar lesões

O que é violência psicológica?

  • Ameaçar
  • Constranger
  • Humilhar
  • Manipular
  • Proibir de estudar, viajar ou falar com amigos e parentes
  • Vigilância constante
  • Chantagear
  • Ridicularizar
  • Distorcer e omitir fatos para deixar a mulher em dúvida sobre sanidade (Gaslighting)

O que é violência sexual?

  • Estupro
  • Obrigar a mulher a fazer atos sexuais que causam desconforto
  • Impedir o uso de métodos contraceptivos ou forçar a mulher a abortar
  • Limitar ou anular o exercício dos direitos sexuais e reprodutivos da mulher

O que é violência patrimonial?

  • Controlar o dinheiro
  • Deixar de pagar pensão
  • Destruir documentos pessoais
  • Privar de bens, valores ou recursos econômicos
  • Causar danos propositais a objetos da mulher

O que é violência moral?

  • Acusar de traição
  • Emitir juízos morais sobre conduta
  • Fazer críticas mentirosas
  • Expor a vida íntima
  • Rebaixar por meio de xingamentos que incidem sobre a sua índole

anuncio patrocinado
Anunciando...