Homem é condenado a 54 anos por matar e estuprar duas vítimas

0

Réu manteve relações sexuais após agredir e deixar vítimas desacordadas; crime aconteceu entre Pouso Alegre e Estiva (MG)

 

A Justiça condenou um homem a 54 anos de prisão por dois homicídios duplamente qualificados, dois estupros e uso de falsa identidade. Os crimes foram cometidos em três dias seguidos, em março de 2019, entre as cidades de Estiva e Pouso Alegre, a 410 km de Belo Horizonte.

Segundo a denúncia feita pelo MPMG (Ministério Público de Minas Gerais), em 15 de março, o acusado se encontrou com um homem às margens da BR-381, em Pouso Alegre, e atacou a vítima usando um objeto cortante. Após a vítima ficar desacordada, o réu a teria estuprado e, na sequência, matado o homem com novos golpes na cabeça.

No dia seguinte, o acusado teria se encontrado com outro homem nos fundos de um galpão agrícola, também às margens da rodovia. O réu teria ameaçado a vítima a ter relações sexuais com ele e, durante o usado, usou uma barra de ferro para dar golpes na cabeça do homem. Após a agressão, a vítima ficou desacordada, mas o acusado continuou o ato sexual. Depois de cometer o estupro, o réu voltou a golpear a vítima com a barra de ferro até a morte, apontou o inquérito.

O segundo crime foi registrado por uma câmera de segurança que fica dentro do galpão. No dia 17 de março de 2019, ao ser abordado por policiais militares, o acusado apresentou um documento de identidade de outra pessoa para impedir que os agentes consultassem sua ficha criminal, o que configura crime de falsa identidade.

O réu foi condenado a 54 anos e seis meses de prisão pelos dois homicídios duplamente qualificados por uso de meio cruel, traição e recurso que dificultou a defesa da vítima, além dos dois estupros e de falsa identidade. O acusado, que está preso desde maio de 2019, não poderá recorrer da condenação em liberdade.

anuncio patrocinado
Anunciando...