Escola utiliza tecnologias digitais no ensino-aprendizagem da matemática durante pandemia da Covid-19 

 

A demanda por uma educação moderna e desafiadora aumentou significativamente neste momento de pandemia da Covid 19. Agora, o conhecimento está sendo construído, em grande parte do tempo, a partir da interação virtual dos estudantes e professores. Consciente do papel da matemática para o desenvolvimento dos estudantes, o Colégio Marista João Paulo II ressalta a importância de os processos de ensino-aprendizagem da Matemática serem mais dinâmicos e interessantes.

 

Os educadores do colégio utilizam metodologias ativas no ensino do componente, o que tem contribuído para o desenvolvimento de habilidades e competências nos alunos. Com o apoio das novas tecnologias digitais, eles têm utilizado softwares que permitem que, assim como nas aulas presenciais, o estudante assuma o papel ativo na construção de seu processo de ensino, como é o caso dos Kahoot, Menti, Geogebra, além da utilização de jogos online.

 

De acordo com a professora do Ensino Médio e Anos Finais, Sabrina Crisóstomo, essas tecnologias propiciam a interação dos estudantes com a plataforma e com o professor mediador, além de favorecerem o processo de ensino aprendizagem. Ela explica que a utilização dos aplicativos nas aulas on-line tem agradado os estudantes, que têm fornecido feedbacks positivos, estão mais ativos no processo de ensino e aprendizagem e ainda se apresentam disponíveis para o estudo de uma disciplina que carrega o tabu de ser difícil. “É importante lembrar que o ensino da Matemática deve estar atrelado a sua aplicação prática e cotidiana, de modo a fazer sentido aos estudantes”, ressalta.

 

Segundo a professora, nesta semana, as turmas do 1° ano do Ensino Médio estão utilizando o software Geogebra para tornar o estudo sobre plano cartesiano mais prático, concreto e manipulável. Nas turmas dos Anos Finais, os professores utilizam, principalmente, a plataforma Kahoot a fim de empoderar o estudante para o estudo da Matemática e mostrar que a disciplina é possível de ser compreendida.

 

Sobre o ensino da matemática – Para Janete Cardoso, coordenadora do Ensino Médio do Colégio Marista João Paulo II, é preciso entender que o ensino não se restringe ao conhecimento dos conteúdos específicos do componente e que isso é apenas um dos aspectos desse processo de ensino-aprendizagem. “Os educadores precisam incentivar a autonomia dos estudantes e fazer com que eles percebam seu papel como protagonistas do processo, para assim formar um cidadão integral para este novo modelo de sociedade”, explica.

 

Janete também ressalta que os estudantes precisam ler, escrever, discutir, pensar sobre o que estão fazendo e se engajar em resolver problemas para que o processo de aprendizagem busque desenvolver conhecimento, habilidades e atitudes. “É um caminho complexo, pois busca adequar teoria e prática, análise abstrata e aplicação. Neste sentido, torna-se necessário que o professor assuma seu lugar de mediador do processo de ensino e aprendizagem”, finaliza a coordenadora.

 

Vamos conhecer um pouco mais sobre esse trabalho? Nossos educadores estão à disposição para destacar a importância dessas metodologias no ensino aprendizagem da matemática.  Vamos marcar uma entrevista?

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui