Condenado por assassinato de Eloá, Lindemberg Alves vai a semiaberto

0

Juíza alega que Lindemberg vem mantendo bom comportamento e não registra infração disciplinar grave ao longo da pena

 

A Justiça de São Paulo concedeu Lindemberg Alves Fernandes, condenado pelo assassinato da jovem Eloá Cristina Pimentel, a progressão para o regime semiaberto.

A decisão foi da juíza Sueli Zeraik de Oliveira Armani, da Vara de Execuções Penais, de Taubaté, em 11 de maio.

Na decisão, Zeraik alega que Lindemberg vem mantendo bom comportamento carcerário e não registra infração disciplinar grave ao longo do cumprimento da pena.

O condenado também realizou o Teste de Rorschach, técnica utilizada para examinar as características e personalidade.

“Não discrepa o teor do relatório extraído do ‘Teste de Rorschach’; ao contrário, verifica-se conteúdo similar ao apresentado, especialmente no que tange aos pareceres psiquiátrico e psicológico, nos quais se consignou ressalvas à personalidade e impulsividade do apenado, porém, com posicionamento favorável ao amadurecimento comportamental do mesmo”, segundo a decisão.

Lindemberg cumpre pena de 39 anos, três meses e dez dias de reclusão pelo homicídio qualificado de sua ex-namorada Eloá, em 2008, quando, armado, invadiu o apartamento em que ela morava em Santo André, no Grande ABC.

anuncio patrocinado
Anunciando...