Concurso PCDF: especialista aponta 10 dicas de como escrever uma boa redação

0

Professora do IMP Concursos aposta, inclusive, quais temas devem ser cobrados

As provas do  concurso público da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), com 2.100 vagas para agentes e escrivães, serão aplicadas em 21 e 22 de agosto. E, esta reta final pode ser decisiva na preparação dos concurseiros. Para garantir dicas específicas para a aprovação, o Papo de Concurseiro conversou com a professora do IMP Concursos, Vânia Araújo, sobre como mandar bem na redação! A docente é também licenciada em Letras, pela Universidade de Brasília (UnB), e ministra aulas de Interpretação de textos e de redação discursiva há mais de dez anos. Confira:

Como o Cebraspe costuma cobrar a redação em provas da PCDF?

O Cebraspe, em regra geral, cobra a dissertação expositiva – tanto para os temas de atualidades quanto para os temas específicos. Mas, desta vez, os candidatos precisam ficar mais atentos à leitura do comando, pois a banca pode surpreender cobrando outro modelo de texto.

Qual será o critério de correção da banca?

O de sempre. Direciona a quase totalidade da nota ao conteúdo e o restante para a apresentação e a estrutura (na prática, a nota é atribuída mesmo é à apresentação do texto). A novidade está no fato de que, agora, a banca está apenando mais fortemente os erros gramaticais: na prova da PCDF, cada erro terá peso 6.

Em menos de 60 dias para a prova, qual a melhor maneira de organizar o estudo para a disciplina de redação?

O ideal é que o aluno treine duas redações por semana, para ganhar mais fluidez de pensamento e de escrita. Embora muitos alunos não levem esse conselho a sério, esse treino será crucial para dar a eles mais segurança na hora da elaboração do texto.

Existe um modelo de redação que o candidato pode seguir para fazer uma redação do Cebraspe?

Na verdade, hoje existem basicamente três modelos: o da dissertação expositiva – com roteiro, que tem uma estrutura bastante livre e conteúdo técnico/expositivo; a dissertação argumentativa – com roteiro, que segue o paradigma tradicional de dissertação e tem um conteúdo híbrido (que mescla exposição e opinião); a dissertação argumentativa – sem roteiro, que segue o paradigma tradicional de dissertação e tem conteúdo essencialmente opinativo/persuasivo.

Qual modalidade de texto você acredita que será cobrado na prova?

Com sinceridade, acredito que a banca manterá a tradição de cobrar – para ambos os cargos – uma dissertação expositiva (com roteiro), composta por um tema e três aspectos relevantes do assunto elencados no comando.
Mas, por óbvio, eu procuro preparar meus alunos para as três modalidades, caso a Banca resolva surpreender!

Explique as características gerais e estrutura de texto dessa modalidade.

Na modalidade dissertativo-expositiva, a estruturação se dá da seguinte maneira: Introdução: deve trazer uma apresentação do assunto; Desenvolvimento: deve trazer o esclarecimento de cada tópico do assunto elencado no comando e o candidato deve abrir um parágrafo para cada quesito. Conclusão: nas provas mais atuais do Cebraspe, o último tópico elencado já direciona o candidato para a finalização do texto, tendo em vista que ele já solicita a(s) proposta(s) de intervenção.

Já, na modalidade dissertativo-argumentativa, a estruturação se dá da seguinte maneira: Introdução: deve trazer a apresentação do assunto e o posicionamento do autor (tese). Desenvolvimento: deve trazer as ideias secundárias (argumentos) que servirão para embasar, fundamentar o posicionamento emitido na introdução. Conclusão: deve trazer um fechamento da discussão e as propostas de intervenção.

É imprescindível que a redação tenha um título?

Ao contrário! É imprescindível que ela não tenha título. O Cebraspe nunca o solicita e, por isso, se o candidato colocar, será apenas sob a alegação de fazer uma marca no texto.

Quais os temas você indicaria aos alunos terem mais atenção e que podem ser cobrados nas provas? 

Eu aposto em temas como:

1. O policial operacional do futuro e o domínio das ferramentas tecnológicas;
2. O papel da Polícia Civil na preservação do princípio da dignidade humana em suas operações;
3. A segurança pública em tempos de pandemia;
4. A garantia do respeito aos direitos humanos no contexto da atual prática da segurança pública no Brasil;
5. A Polícia Civil e sua importante missão de combater a exploração sexual de crianças e adolescentes.

Observar temas de provas anteriores pode ajudar o candidato a estudar?

Com certeza! Meu conselho é que procurem treinar a redação com os temas que já foram cobrados nas provas das polícias civis de todos os estados.

O Cebraspe costuma repetir temas de redação?

Sim! É uma Banca extremamente repetitiva. O caso da prova da PRF deste ano é a prova cabal de que ela repete temas, pois cobrou praticamente o mesmo tema (com alguns floreios) do certame passado (de 2018).

O concurso

O concurso público da PCDF, com 2.100 vagas para agentes e escrivães, foi retomado neste mês, após ser suspendo devido à pandemia. As provas objetivas e a prova discursiva para o cargo de escrivão terão a duração de 4 horas e 30 minutos e serão aplicadas em 21 de agosto, no turno da tarde. Para o cargo de agente de polícia, o exame será realizado em 22 de agosto, também com duração de 4 horas e 30 minutos.

Em 13 de agosto, será publicado no Diário Oficial e divulgado no site do Cebraspe o edital que informará a disponibilização da consulta aos locais e aos horários de realização das provas, as medidas de proteção para evitar a transmissão do vírus covid-19, bem como as demais datas de realização do concurso.

De acordo com o Cebraspe, mais de 88 mil candidatos realizaram a inscrição para o cargo de agente e mais de 52 mil para o cargo de escrivão.

Agente

O concurso para agente de polícia reserva 600 vagas imediatas, além de formação de cadastro de reserva. Para estas vagas, foram contabilizadas 88.894 inscrições no total, resultando em uma demanda de 148.16 candidatos por vaga. Além disso, foram registradas 864 inscrições para vaga de candidatos com deficiência 15.528 na condição de cotista.

Podem participar candidatos com diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em qualquer área de formação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC); e que tenham carteira de habilitação de categoria B, no mínimo, entre outros requisitos.

O subsídio é de R$ 8.698,78, para 40 horas de trabalho semanal (o regime de trabalho é de dedicação integral e exclusiva, incompatível com o exercício de qualquer outra atividade pública ou privada).

Escrivães

O concurso para agente de polícia reserva 300 vagas imediatas. Foram 52.636 candidatos inscritos na seleção. Ou seja, uma concorrência de mais de 175 candidatos por vaga. Do total de chances, 225 são de ampla concorrência, 60 para negros e 15 para pessoas com deficiência. O salário inicial é de R$ 8.698,78, para 40 horas semanais de trabalho.

anuncio patrocinado
Anunciando...