Calcinhas achadas em obra que mulher foi concretada pertenciam ao pedreiro

0

Jovem de 25 anos foi estrangulada com uma camiseta e concretada na parede de uma obra em São Vicente

 

O pedreiro, de 56 anos, que confessou ter concretado o corpo de uma mulher de 25 anos em uma obra em São Vicente, litoral de São Paulo, disse que a sacola com calcinhas encontrada no local do crime pertence a ele. À polícia, ele disse que gostava de usar as roupas intimas. A informação foi confirmada pelo delegado responsável pelo caso, Thiago Nemi Bonametti, em coletiva de imprensa. Segundo o delegado, o marido da vítima confirmou que as calcinhas não pertencem a ela.

Joice Maria da Glória Rodrigues sumiu em 27 de setembro depois que saiu de casa para ver o avô. Segundo a polícia, ela passou na obra para ver o pedreiro com quem ela mantinha uma espécie de  relacionamento há alguns anos.

Ainda de acordo com a polícia, eles teriam tido uma briga no local e o pedreiro e o colega, que também estava na obra, teriam estrangulando a jovem com uma camiseta. Para esconder o corpo, eles a concretaram em uma parede. Os dois foram presos preventivamente suspeitos de feminicídio e ocultação de cadáver, nesta terça-feira (5/10). O pedreiro confessou o crime e outro suspeito negou envolvimento.

anuncio patrocinado
Anunciando...