Briga entre casal e vizinho termina com um assassinado

0

Mulher ligou para a PM dizendo que esfaqueou o vizinho. Ela diz que briga começou por causa de som alto. Já o marido menciona um caso de dívida

 

Uma discussão envolvendo um casal, ambos de 23 anos, e um vizinho, de 24, terminou com este último morto a facadas. A confusão ocorreu na madrugada desta quarta-feira (6/10) no Bairro Novo Aarão Reis, Região Norte de Belo Horizonte. Os jovens dão versões diferentes para a motivação do crime, mas ambos afirmam que quem golpeou o rapaz foi a mulher.

A Polícia Militar (PM) foi chamada pouco antes das 2h pela própria suspeita. Ela contou que estava com o marido em uma festa na casa da mãe dele, que mora no Bairro Tupi. Ambos beberam e voltaram para casa. Ao chegar, o marido continuou bebendo e colocou o som alto no carro, o que gerou reclamações de vizinhos.

Um deles foi o suspeito de 24 anos que, segundo ela, saiu de casa enfurecido, com um pedaço de madeira nas mãos, e foi para cima deles. Ele bateu no rapaz, que foi atingido perto da orelha, e foi na direção da mulher, que estava com uma faca na mão e o golpeou.

Mesmo ferido, o homem teria corrido pela rua para chamar outras pessoas para revidar. Ela disse que a vítima voltou com um grupo e eles atiraram garrafas de cerveja na porta da casa dela e bateram no portão com uma pá. Eles avisaram que a polícia estava a caminho e os homens se dispersaram. Ao ligar para o 190 e relatar o caso, ela disse que agiu em legítima defesa.

O homem foi levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Norte por populares, mas a morte del foi confirmada pelo médico de plantão. Foram três perfurações, uma no pescoço.

Já o marido da jovem contou o episódio violento de outra maneira. À PM, ele confirmou que estava bebendo na garagem de casa, mas chamou o filho da dona de um boteco para falar sobre uma dívida da comerciante com a esposa dele. Essa mulher teria ido ao local, discutiu com o casal, e ameaçou chamar a vítima para resolver o problema.

O vizinho, então, foi até o local com um tijolo na mão e deu um golpe na cabeça dele. O casal foi atrás do agressor e a mulher o esfaqueou. O marido disse que teriam sido duas facadas. Com escoriações pelo corpo, ele foi levado à UPA São Paulo e liberado após atendimento.

Enquanto registravam a ocorrência, os policiais receberam a denúncia de que populares teriam ateado fogo no imóvel do casal. Quando os policiais chegaram, não havia mais ninguém. O Corpo de Bombeiros foi chamado. Não há detalhes sobre os danos. Parentes da mulher, que moram em outro bairro, também relataram que um homem envolvido com o tráfico estava passando de moto e armado pela rua deles. Os envolvidos foram conduzidos a uma delegacia.

anuncio patrocinado
Anunciando...