Banca responsável pelo concurso da Polícia Civil cancelado no Paraná pode responder por danos morais, diz especialista

0

Cancelamento foi informado cinco horas antes da aplicação do exame; Mais de 106 mil candidatos estavam inscritos

O Núcleo de Concursos da Universidade Federal do Paraná (NC-UFPR), organizador do concurso público da Polícia Civil do Paraná, pode responder por danos morais, materiais e improbidade administrativa, segundo o advogado e especialista em concursos públicos Max Kolbe.

A banda suspendeu a realização da prova prevista para acontecer neste domingo (21). O processo seletivo abriu 400 vagas para delegados, investigadores e papiloscopistas. Mais de 106 mil candidatos estavam inscritos.

O aviso de que a prova seria cancelada ocorreu na madrugada de domingo. O NC-UFPR foi contratado pelo governo do estado para a aplicação das provas em março de 2020. Em nota, a instituição afirmou que enfrentou problemas logísticos inesperados e insuperáveis nas últimas 24 horas.

“Essa é uma ação extremamente simples. Para o candidato entrar com uma ação cível de dano material, basta ele guardar todos os comprovantes: passagem de ônibus ou avião, diárias no hotel, alimentação. Eu até colocaria quanto eu gastei estudando com cursinhos preparatórios. Tudo isso somado com os danos morais”, explica o advogado Max Kolbe.

anuncio patrocinado
Anunciando...