App permite aos usuários ver, sentir e ouvir pessoas a distância

Ferramenta desenvolvida por cientistas de uma universidade britânica usa robô e realidade virtual para transmitir sensações

 

Pesquisadores da empresa Cyberselves, da Universidade de Sheffield, na Inglaterra, desenvolveram um aplicativo de realidade aumentada (RA) que permite aos usuários ver, sentir e ouvir pessoas que estão a quilômetros de distância.

O app, que recebeu o nome de Teleport, dá ao internauta o ponto de vista de um robô por meio de um fone de ouvido de realidade virtual (RV) e controladores de movimento portáteis.

Segundo o jornal americano The New York Times, a tecnologia foi utilizada pelo cofundador e diretor-técnico da Cyberselves, Daniel Camilleri, 28 anos, para comparecer à festa de aniversário da avó, em Malta (um arquipélago na região central do mar Mediterrâneo). Na ocasião, Camilleri estava em Lisboa, capital de Portugal, a cerca de 1.600 quilômetros de distância do evento.

“Estava numa conferência em Lisboa, mas, graças à ferramenta, pude ir a Malta, parabenizar minha avó e dar um abraço nela”, afirmou ele ao NYT. Esta não é, no entanto, a única experiência que o Teleport pode proporcionar aos usuários.

O aplicativo pode ser um grande aliado, por exemplo, na realização de tarefas perigosas, como o descarte de bombas e operações de busca e resgate. Ou, ainda, na área de saúde, para oferecer cuidados mais eficientes e personalizados. A partir do app, é possível que especialistas visitem pacientes em diferentes países.

“Eles só precisam colocar um fone de ouvido RV para poder estar em Sheffield, olhando para o paciente”, disse o diretor de pesquisa da Cyberselves, Tony Prescott, em entrevista à BBC.

Pandemia

A Cyberselves foi fundada em 2018 e lançada em 2020, cerca de uma semana antes de o Reino Unido ser fechado devido à pandemia da Covid-19. Mas, para a empresa, isso não foi de todo o mau.

Ao longo desse período, em que viagens internacionais se tornavam cada vez mais restritas e as pessoas ficaram impossibilitadas de se ver pessoalmente, a companhia teve a chance de mostrar a importância da tecnologia. Além disso, outra aplicação possível da ferramenta é permitir que as pessoas viajem e explorem lugares virtualmente, e em segurança.

“Isso pode significar, por exemplo, que partes da indústria do turismo podem continuar, apesar das restrições nesta ou em quaisquer futuras pandemias”, afirmou o diretor de operações da Cyberselves, Michael Szollosky.

“Os robôs de telepresença, como são chamados, têm o potencial de nos ajudar a enfrentar muitos dos desafios que temos em todo o mundo, especialmente agora à luz da recente pandemia da Covid”, completou.

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui