Sete de Setembro: outdoor com apoio da PM causa polêmica em cidade mineira

0

Outdoor convoca famílias de Raul Soares para manifestações do Dia da Independência, com atos por ‘Deus, pátria e família’. PM pediu para retirar logo da peça

 

Um outdoor convocando as famílias de Raul Soares, no Leste de Minas, para um resgate do patriotismo durante as comemorações de 7 de Setembro, causou polêmica na cidade, por ter o apoio da Polícia Militar de Minas Gerais e do Sicoob União.

A peça publicitária foi produzida e veiculada pelo grupo de direita “Raul Soares Patriota”, que tem como ideais “Deus, Pátria e Família”. Em verde e amarelo, a peça se associa aos manifestos programados para o dia 7 de Setembro, convocados pelos grupos de direita em todo o Brasil.

O deputado estadual Roberto Cupolillo, o Betão (PT), não gostou do outdoor e da mensagem veiculada. “Como é de conhecimento amplo, Bolsonaro e seus apoiadores têm convocado manifestações políticas antidemocráticas para essa data, com termos similares aos da mensagem, e que em hipótese nenhuma deveriam envolver qualquer participação da instituição Polícia Militar”, protestou.

Indignado, ele enviou na tarde de terça-feira (31/8) um requerimento ao governador de Minas Gerais, Romeu Zema, e ao Comando Geral da Polícia Militar, cobrando explicações a respeito da presença da marca da Polícia Militar de Minas Gerais neste outdoor.

A assessoria do deputado informou que o gabinete parlamentar não recebeu respostas para o ofício enviado.

“O governador, responsável pela atuação da PM, tem que responder diretamente sobre essa questão e prestar esclarecimentos à toda a sociedade. Não podemos aceitar a tutela militar, seja ela exercida pelas forças armadas ou pelas forças policiais”, protestou o deputado.

Nota da Polícia Militar de Minas Gerais

Em nota, a PMMG informou que “devido à pandemia da COVID-19 e, diante a todos os cuidados sanitários necessários, não serão realizadas celebrações pelo Estado que promovam aglomerações no Dia da Independência, comemorado em 7 de Setembro”.

“Sobre a possibilidade de protestos populares na data, o governo destaca que esse é um direito constitucional e que a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) fará o monitoramento para avaliar a necessidade de planejar uma ação de segurança quando houver a confirmação dos atos em qualquer cidade do estado”, diz o texto.

A respeito do outdoor sobre manifestação na cidade de Raul Soares, na Zona da Mata, a PMMG informa, na nota, que “não tem qualquer participação no referido evento e solicitou aos organizadores a retirada da logomarca da corporação da peça publicitária”.

Sicoob também se posiciona

Também em nota, o Sicoob União, com sede em Raul Soares, informa que “não autorizou o uso de sua marca no referido outdoor veiculado na cidade. A instituição foi surpreendida e, assim que soube do caso na última semana, solicitou aos organizadores que retirassem sua logo da peça publicitária. A cooperativa reforça que não tem qualquer participação no evento”.

anuncio patrocinado
Anunciando...