Quem quer paz que se prepare para a guerra, diz Bolsonaro 

0

A declaração foi dada durante uma cerimônia de homenagem a atletas militares e às vésperas de ato pró-governo

 

presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira (1º), em evento com militares no Rio de Janeiro, que quem quer paz precisa se preparar para a guerra.

A declaração foi dada durante uma cerimônia de homenagem a atletas militares e vem após dias de tensão entre os Poderes Executivo e Judiciário e às vésperas dos atos programados por aliados para o feriado de 7 de setembro, dia da independência do Brasil.

Diversas vezes Bolsonaro disse que as manifestações da próxima semana seriam o último recado da população sobre voto impresso nas urnas eletrônicas e outras medidas defendidas por ele. Nos últimos dias, o presidente tem procurado minimizar o tom mais agressivo dos atos falando que eles serão pacíficos e visam defender a liberdade de expressão.

“Com flores não se ganha a guerra não pessoal. Quando se fala em armamento, quem quer paz se prepare para a guerra“, disse Bolsonaro durante a entrega de uma medalha do mérito desportivo militar a um lutador de boxe.

O evento contou com a presença dos ministros Walter Braga Netto (Defesa), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e Onyx Lorenzoni (Trabalho e Previdência) e dos presidentes da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, e dos Correios, Floriano Peixoto.

Bolsonaro voltou a lembrar as dificuldades enfrentadas pela população por conta da pandemia e disse que é preciso se colocar no lugar dos outros.

“Nós, para vivermos melhor, devemos nos colocar do outro lado do balcão, como aquela pessoa está se sentindo, como o atleta está passando, quais suas dificuldades, como político também”, disse.

No final, o presidente entregou ao boxeador Hebert Conceição, medalhista nos Jogos Olímpicos de Tóquio, uma medalha “especial“. Nela, uma foto do presidente é circulada pelos dizeres “clube do Bolsonaro”, “imorrível”, “imbrochável” e “incomível”.

anuncio patrocinado
Anunciando...