O Presidente Jair Bolsonaro passará por nova cirurgia por causa de facada, diz médico

0

Pela redes sociais, o presidente indicou que ficará afastado do cargo. ”Pelo que tudo indica, ‘curtirei’ uns 10 dias de férias brevemente”, escreveu

 

Jair Bolsonaro deve passar por uma nova cirurgia nos próximos dias. Logo cedo, neste domingo (1°/9), o presidente teve uma consulta com o médico Antonio Luiz Macedo, um dos que fizeram a cirurgia de abdômen, após ele ser atingido por uma facada em 6 de setembro do ano passado, durante campanha eleitoral em Juiz de Fora (MG).
Continua depois da publicidade

Pela redes sociais, Bolsonaro indicou que ficará afastado do cargo. “Agora em São Paulo com os Drs. Macedo e  Leandro. Pelo que tudo indica “curtirei” uns 10 dias de férias com eles brevemente. Bom dia a todos”, escreveu. Em entrevista ao portal G1, Macedo disse que surgiu uma “hérnia na incisão cirúrgica” anterior feita na barriga do chefe do Palácio do Planalto.
Em nota, o médico do presidente no Palácio do Planalto, dr. Ricardo Peixoto Camarinha, confirmou a operação. “Bolsonaro foi avaliado clinicamente e será submetido a cirurgia de correção de hérnia incisional, que surgiu em decorrência das intervenções cirurgicas previamente realizadas’, diz o texto.
Bolsonaro foi examinado pelo doutor Antonio Luiz Macedo, que explicou que a nova cirurgia é de porte médio e acontecerá no Hospital Vila Nova Star. O Palácio do Planalto não informou a data da cirurgia, mas algumas fontes citaram o dia 8 de setembro.
Após a consulta médica, o presidente seguiu de helicóptero ao Templo de Salomão, da Igreja Universal do Reino de Deus, no bairro do Brás, em São Paulo (SP). Por volta das 10h, Bolsonaro visitou o Jardim Bíblico, no templo, acompanhado do bispo Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus e dono da empresa Record. Outros bispos da igreja e uma comitiva do presidente também acompanham a visita.

Histórico

Há quase um ano, em 6 setembro de 2018, ainda durante a campanha presidencial, Bolsonaro levou uma facada em Juiz de Fora (MG). Ele foi atendido no local e no dia seguinte transferido para o hospital Albert Einstein de São Paulo.
De lá para cá, passou por três cirurgias. O autor do atentado, Adélio Bispo de Oliveira, foi internado por tempo indeterminado em um manicômio judicial.
anuncio patrocinado
Anunciando...