Isopor auxilia na construção civil tornando projetos mais sustentáveis

O poliestireno expandido, também conhecido como isopor ou EPS, é um material usado como base para várias atividades, inclusive, escolares e recreativas. Recentemente, o produto tem sido adotado como matéria-prima para a construção civil e se tornado um elemento importante para que a obra, quando concluída, se torne um ambiente que ofereça a qualidade e o conforto esperados por seus frequentadores.

O EPS pode ser utilizado para isolar temperatura, seja ela baixa ou alta, dependendo da maneira como é instalado. Para essa finalidade, utilizam-se as placas de isopor, com espessura acima de 3 centímetros. As placas são utilizadas em tetos e forros, para evitar que o calor absorvido pelas telhas transpasse para o ambiente.

Para o isolamento acústico existem algumas exigências, como a espessura das placas, que deve ser acima de 5 centímetros. Algumas construtoras já utilizam placas de isopor entre os tijolos para garantir o isolamento térmico e acústico de suas respectivas construções. Essa característica do produto pode ser um dos motivos pelos quais é escolhido, devido sua praticidade na instalação.

Ainda na construção civil, o poliestireno expandido tem sido utilizado na decoração de ambientes, sejam eles residenciais ou empresariais. Entre os exemplos mais comuns estão as sancas e molduras (tanto internas como externas), paredes tridimensionais, divisórias e até mesmo a construção de closets tendo como base peças de isopor.

Entre as principais usabilidades está o Isolamento (térmico e acústico) 

Segundo os sócios Emerson Davi dos Santos e Paulo Oliveira, empresários e especialistas no ramo há 20 anos, o EPS tem estado cada vez mais presente na construção civil, apresentando uma grande demanda tanto no Brasil como no exterior.

“Com o surgimento das construções com EPS, foram desenvolvidas várias técnicas construtivas que apresentaram soluções efetivas, que melhoram o resultado final da construção, promovendo benefícios como isolamento térmico e acústico, por exemplo”. Explica Emerson.

Ainda de acordo com os especialistas, o uso do isopor acaba sendo muito vantajoso no momento de realizar uma nivelação de terreno, ou enchimento de piso, por exemplo. “O isopor, nestes casos, acaba substituindo o uso dos entulhos ou das britas, garantindo o mesmo tipo de resistência. É o caso das construções de hospitais, shoppings, supermercados, igrejas e outras construções de grande porte”.

Em outra citação, Paulo também afirma que “é possível reduzir o tempo de entrega da obra em até 40%, pois as placas de isopor podem ser instaladas facilmente, de forma rápida e efetiva. Além disso, passa a eliminar a necessidade do uso de algumas máquinas, tratores e maquinários que aumentam muito o valor total da obra”.

Segundo o site “ISOEP”, o EPS pode ser utilizado não somente para isolar temperatura, mas é muito procurado para a montagem de forros, para evitar que o calor absorvido pelas telhas transpasse para o ambiente.

Os sócios afirmam que esse é apenas o começo, pois, com o surgimento das paredes tridimensionais, foram desenvolvidas também, as placas de parede de isopor, que são placas decorativas que simulam paredes de diferentes formatos e cores. São utilizadas tanto como forma de decoração de um ambiente, como para combater a umidade e o mofo.

Diferentes tipos de densidades do isopor

Existem várias densidades de EPS, que variam em questão de peso, aparência e resistência. São respectivamente classificadas e enumeradas da seguinte forma: T1, T2, T3, T4, T5, T6 E T7. Sendo assim, quanto maior a sua classificação, maior a quantidade de poliestireno expandido dentro de 1m³ de isopor, e quanto mais denso ele for, maior sua resistência e peso.

Por exemplo:

O T1 que é conhecido como “isopor comum” possui de 9 a 11 Kg de poliestireno expandido, dentro da medida de 1 metro cúbico. Enquanto o T5 possui de 20 a 22 kg. Ou seja, dentro de um mesmo espaço, a quantidade de poliestireno varia, formando assim a densidade correspondente com cada classificação.

Concluindo, para cada tipo de usabilidade é necessária uma densidade de EPS diferente.

Fonte de informações: https://www.isoepvalinhos.com/

 

anuncio patrocinado
Anunciando...