Empresas estão se adaptando e criando espaços híbridos de trabalho

Com o avanço da vacinação e a diminuição dos casos de COVID-19, as empresas voltaram a ocupar os escritórios, muitas em regime híbrido, no qual os funcionários trabalham alguns dias em casa, outros na sede da instituição.  Esse é um sistema de trabalho que vem ganhando força e se consolidando como tendência para o pós-pandemia. É o que mostrou a pesquisa “Tendências de Gestão de Pessoas”, realizada pela Great Place to Work (GPTW) com 2.654 pessoas, entre elas, líderes e gestores de Recursos Humanos (RH). Do total de respondentes, 66% afirmaram que o modelo será o principal a ser adotado em 2022.

Na reinvenção do ambiente de trabalho, o foco é a proteção associada a uma experiência positiva para os funcionários, mesmo que boa parte deles trabalhe parcialmente de casa.

Clara Vicente e Ana Carolina Albieri, profissionais que estão à frente do Grupo Áurea Arquitetura Inteligente, que oferece soluções completas para o segmento corporativo, afirmam que as empresas estão preocupadas em tornar os espaços em locais de convivência agradáveis e funcionais, com ambientes colaborativos e postos de trabalho compartilhados, salas de reuniões e áreas para conversas informais com soluções inovadoras. “Um espaço criativo e divertido pode ser inspirador para um determinado grupo de profissionais. Para outros, os locais mais introspectivos e silenciosos vão contribuir para o foco e o descanso”, explicam.

Os novos espaços deverão ser projetados para oferecer mais vitalidade, inclusão, confiança e resiliência aos colaboradores. Em outras palavras, um bom projeto de arquitetura corporativa deverá prever espaços cada vez mais humanos e inspiradores, capazes de promover senso de propósito e pertencimento entre os trabalhadores. “Quando fazemos um layout mais adequado a equipe consegue olhar mais no olho, fazer reuniões rápidas e também resolver os problemas mais rápidos”, ressalta a arquiteta Clara Vicente.

A arquitetura corporativa tem o papel de entender a dinâmica da empresa e o papel que as pessoas desempenham ali para criar as soluções adequada. “O projeto deve ser pensado como algo que envolva com ideias inovadoras e faça com que o colaborador deseje estar no local de trabalho apto a trazer as suas produções e metas previamente desenvolvidas em home office”, finaliza a designer de interiores Ana Carolina Albieri.

anuncio patrocinado
Anunciando...