Currículo: 5 erros que podem atrapalhar o candidato no processo seletivo

Em um mercado de trabalho tão competitivo como o atual, o currículo se torna uma ferramenta essencial e estratégica para conquistar a tão sonhada vaga de emprego. Sendo assim, é sempre bom reforçar as boas práticas e, especialmente, o não fazer na hora de construir o seu currículo.

“Ainda hoje, muitas pessoas cometem erros no currículo que podem prejudicá-las em um processo seletivo. De maneira geral, neste documento devem conter a formação acadêmica do candidato com todas as datas, a experiência profissional também com as respectivas datas e funções, assim como idiomas e cursos complementares”, conta Maria Eduarda Silveira, headhunter e fundadora da empresa de recrutamento e desenvolvimento organizacional Bold HR.

A especialista ainda esclarece que, em busca de se destacarem, muitos candidatos inserem elementos que são desnecessários para a construção de um currículo. “Chamar atenção não quer dizer entrar no processo. É importante não confundir um currículo bom e bem estruturado com um currículo chamativo. Para os recrutadores, o que realmente importa são as informações escritas no documento”, conta Silveira.

Para evitar erros na hora de concorrer a uma vaga de emprego, a headhunter dá 5 dicas do que não fazer no currículo:

  1. Evite utilizar muitas cores, imagens e estilos de formatação variados, pois podem dificultar a compreensão do que está escrito no documento. Prefira o Word e foque nas informações;
  2. Não coloque apenas o cargo nas experiências profissionais, sempre descreva resumidamente  as funções realizadas e sinalize a data de cada uma delas;
  3. Não insira experiências profissionais e formações fora de uma ordem cronológica. É preciso que o currículo tenha uma sequência lógica, com começo, meio e fim. Agrupar os assuntos em categorias correlatas e seguindo uma ordem cronológica, da mais recente para a mais antiga, traz clareza sobre a trajetória profissional do candidato;
  4. Não misture os idiomas quando for escrever seu currículo. Defina apenas um para a construção do CV e crie versões separadas para os demais idiomas;
  5. Não insira hobbies. Inserir atividades voluntárias está valendo, porém atividades como yoga, corrida, leitura etc. podem ficar de fora do currículo.

O currículo é o primeiro passo para ingressar em um processo seletivo, por isso é tão importante ter todo o cuidado na hora da elaboração deste documento e ter atenção aos detalhes. Neste link (www.boldhr.com.br/modelo-de-curriculo/) é possível conferir o modelo de CV sugerido pelos recrutadores da Bold HR. Também é fundamental lembrar que é sempre necessário revisar e atualizar o currículo antes de enviá-lo para uma vaga de emprego.

 

anuncio patrocinado
Anunciando...