Integração de áudio e vídeo garante mais eficiência na segurança

Garantir a segurança do perímetro é de suma importância tanto para empresas quanto para proprietários de residências. Incorporar uma combinação de alto-falantes de rede e sistemas por imagens não apenas permite a visualização, mas também a interação com as pessoas identificadas. De acordo com a pesquisa. Com base nos dados dos Anuários do Fórum Brasileiro de Segurança Pública e do suplemento da PNAD Contínua, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sobre vitimização realizado no último trimestre de 2021, a taxa de roubos é de 2.226 a cada 100 mil habitantes enquanto a de registros de roubos nas delegacias é de 683 a cada 100 mil habitantes. Isso significa que roubos ocorrem 3,2 vezes mais do que os registrados oficialmente.

A combinação de áudio e imagens em rede estabelece proteção completa para comunidades residenciais, destacando a prevenção de roubos e invasões de propriedade. Munidos de alarmes em tempo real para detectar qualquer atividade suspeita, esses sistemas têm a capacidade de emitir alertas ao vivo ou pré-gravados, agindo como impedimento para os intrusos. Quando integrados a câmeras sensíveis à pouca luz, como as do tipo IR, a defesa contra invasões noturnas é ainda mais reforçada. 

De acordo com Jader Mantellato, Gerente de Desenvolvimento de Negócios Verticais da Hikvision, os armazéns e edifícios de escritórios enfrentam inúmeros problemas relacionados com a segurança, incluindo invasões, pichações e roubos. “Os alto-falantes de rede integrados ao vídeo podem impedir possíveis incidentes, transmitindo avisos a indivíduos não autorizados. Ao entregar mensagens como “Você está invadindo, por favor, saia da área”, potenciais intrusos são imediatamente alertados sobre sua presença. Além disso, por meio de alertas de som bidirecionais em tempo real, a partir de um local centralizado, quaisquer partes duvidosas podem ser informadas da presença proibida em áreas específicas”, explica.  

Para instalações grandes e seguras, como aeroportos ou centrais elétricas, a complexidade das ameaças aumenta para violações de zonas, sabotagem e até mesmo terrorismo. A ligação de imagem com som é especialmente importante nesses cenários. As câmeras térmicas são posicionadas para detectar com eficácia qualquer presença não autorizada, mesmo durante a noite. Após a detecção, os modelos PTZ (pan, tilt, zoom) focam automaticamente na localização exata do possível intruso.  

“Além disso, a integração de alto-falantes em rede atua como empecilho para desencorajar os criminosos. No entanto, os desafios persistem, pois os intrusos podem tentar desviar a atenção ou disparar alarmes falsos. Para resolver isso, as câmeras empregam algoritmos inteligentes avançados que distinguem com precisão ameaças genuínas das falsas. Assim, o sistema garante proteção de alto nível em amplos espaços externos por meio de avaliação precisa da situação e resposta eficiente”, salienta Mantellato. 

Diante disso tudo, a integração de áudio e vídeo emerge como solução eficiente e proativa para a proteção perimetral. Seja em comunidades residenciais, armazéns e escritórios ou em instalações críticas como aeroportos e centrais elétricas, a combinação desses sistemas sempre oferece maior segurança, minimizando potenciais perdas e garantindo resposta oportuna frente a qualquer eventualidade. Ao investir nas tecnologias, as organizações e comunidades estão não apenas prevenindo incidentes, mas também promovendo um ambiente mais seguro e protegido para todos os envolvidos. 

anúncios patrocinados
Anunciando...