Libertadores: como Palmeiras e Flamengo chegaram à final?

Rubro-Negro e Verdão se enfrentaram em partida única sediada no Uruguai

Crédito: CONMEBOL

No dia 27 de novembro, Palmeiras e Flamengo se enfrentaram no Estádio Centenário, localizado em Montevidéu, no Uruguai, para disputar o título da Libertadores da América. O Flamengo, campeão da edição de 2019, e o Palmeiras, campeão de 2020, disputaram uma partida única, um formato que vem sendo adotado desde 2019, a fim de garantir uma vaga no Mundial de Clubes da FIFA.

O Flamengo vem se mostrando bem preparado para a final, com uma campanha melhor que a apresentada em 2019, quando venceu o campeonato. Invicto, o Rubro-Negro teve 12 vitórias e três empates, vencendo todas as partidas na fase eliminatória. O Palmeiras já não teve o mesmo aproveitamento e, recentemente, perdeu sua sequência de seis vitórias consecutivas, com uma derrota para o Fluminense, no Brasileirão, mas, como está bem distante do título nacional, poderá poupar seus melhores jogadores para o grande jogo.

O Palmeiras vem com um time sólido, com uma boa defesa e um quarteto decisivo no ataque, composto por Dudu, Raphael Veiga, Gustavo Scarpa e Rony. Nas últimas seis vitórias, foram 14 gols marcados, com média de 2,3 por partida; já a defesa permitiu apenas três gols nesse mesmo período, um grande progresso se comparado com os dez gols sofridos nos últimos cinco jogos antes da sequência de vitórias.

A princípio, a Conmebol restringiria a presença do público em 50% (em torno de 30 mil pessoas) no Estádio Centenário, devido às medidas de segurança, em razão da pandemia. Contudo, recentemente, eles voltaram atrás e estão cogitando liberar a capacidade máxima do público, algo que ainda está sendo avaliado pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria Nacional do Esporte locais. Ainda assim, o limite foi expandido para 75% do estádio, permitindo, aproximadamente, 45 mil torcedores presencialmente.

Em contrapartida, o Flamengo decidiu não repetir a Fan Fest no Maracanã este ano. O evento permitia que torcedores assistissem à final da Libertadores em telões no estádio, mas, mesmo com o apelo dos torcedores, o clube cancelou a edição de 2021, sem explicar os motivos. Acredita-se que as precauções com o Covid-19 e o próprio Brasileirão foram os principais empecilhos que impediram o evento, já que o Fluminense enfrenta o Atlético-MG no Maracanã um dia depois da final da Libertadores.

Os torcedores que desejarem acompanhar seu time do coração de perto nesta decisão eletrizante precisarão fazer uma viagem até o Uruguai, o que pode ser facilitado caso liberem a capacidade máxima do público no estádio. Aqueles que decidirem ir de carro precisam estar bem preparados, levando provisões o suficiente e, de preferência, com um rack de teto para carregar seus pertences.

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui