Um Especialista dá dicas sobre como identificar quando alguém mente! Será que funciona? CONFIRA

O mentiroso apresenta algumas reações biológicas que mudam o comportamento natural dela

Quem nunca contou uma mentirinha atire a primeira pedra! Uma pesquisa realizada pela Universidade de Massachussets, nos Estados Unidos, aponta que, em média, mentimos uma vez a cada 10 minutos de conversa. Ainda de acordo com o estudo, as pessoas mentem em conversas diárias quando estão tentando parecer simpáticas e competentes.

Independentemente da intenção, a verdade é que ninguém gosta de ser enganado. O especialista em detecção de mentiras e autor do livro Mentira — Um rosto de muitas faces, Wanderson Castilho, explica como a falsidade reflete no comportamento de quem a está contando e como isso pode ajudar a identificar se você está sendo vítima de um mentiroso.

Segundo Castilho, a mentira desequilibra o corpo de uma pessoa, e as reações são completamente biológicas, mudando o comportamento natural dela. “A compreensão de uma comunicação não verbal é uma das formas de pegar um potencial mentiroso, com a linguagem corporal é possível revelar detalhes, até mesmo os mais escondidos”, resume.

O especialista explica que um mentiroso sempre perde força no discurso, enquanto uma pessoa que diz a verdade ganha poder na argumentação e persuasão.

Com isso, Wanderson Castilho separou alguns indicativos de que uma pessoa pode estar mentindo.

10 dicas de como identificar quando alguém está contando uma mentira

Detalhes excessivos: O excesso de detalhes revela a necessidade de conferir algo que é falso. A verdade normalmente não é expressa com riqueza de detalhes, mas de forma genérica. Os detalhes, se necessário, vêm em seguida.

História de trás para frente: Um mentiroso não espera por perguntas inesperadas e confusas, se quiser descobrir uma verdade, aposte em pedir para que pessoa conte um acontecimento de trás para a frente.

Movimento das mãos: Fique atento aos gestos feitos com as mãos. Quando alguém está mentindo, ela usa esforços para conter sua ansiedade em mentir, por exemplo, esfregar as mãos, pois elas podem ficar mais trêmulas e agitadas.

Voz: A entonação diz muito. O tom de voz também pode ficar baixo e a fala ser projetada para dentro.

Dê atenção às emoções: Quando uma história é contada, a emoção ao lembrar das memórias também é vivida no momento da narração. Por isso, esse é um item de importante alerta. Por exemplo, se é uma história triste que está sendo narrada, logo a emoção deve combinar com o episódio narrado.

Não responder diretamente à pergunta: Ficar dando voltas para responder ou até mesmo repetir a pergunta é um outro grande indicativo. Assim, o potencial mentiroso ganha tempo para o cérebro processar e criar a mentira.

Desviar o olhar: Um forte indicativo de que a pessoa está mentindo é quando ela não consegue manter um contato visual fluido.

Olhar fixo: Um mentiroso que sabe que o desvio de olhar é um forte indicativo de mentira, também pode olhar fixamente, e de forma exagerada para outra pessoa.

Pausas: Repare nas pausas demoradas em responder. Essas pausas podem indicar que o cérebro está criando próximas cenas/informações para complementar a mentira já contada.

Levantamento do ombro: O especialista pontua que a postura é muito importante. Isso porque, quando alguém está contando uma mentira, um dos seus ombros se levanta. Com esse gesto, ele transmite descaso com o que está dizendo.

“Quanto mais persuasivo for o interlocutor, quanto mais convincente for a história contada por ele, maiores as chances de que você esteja ouvindo uma mentira. Com isso, não quero, é claro, dizer que toda história minuciosa, apelativa, é falsa, mas chamar a sua atenção para um ponto fundamental na maneira como mentimos”, conclui o especialista.

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.