Suspeitos de matar técnica de enfermagem são levados para carceragem

Manoel, 24 anos, e Ramon, 26, foram presos nesta quarta-feira (3/8) pela morte de Danyanne Cunha Januário da Silva, 35. Eles foram autuados em flagrante pelo crime de ocultação de cadáver, homicídio qualificado e roubo do veículo

Dois suspeitos de envolvimento com a morte da técnica de enfermagem, Danyanne da Cunha Januário da Silva, 35 anos, foram retirados da delegacia e encaminhados para a Divisão de Controle e Custódia de Presos (DCCP), da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF). Veja o momento da transferência:

Um deles é Manoel, 24, que confessou o crime, segundo a delegada-chefe da 29ª Delegacia de Polícia (Riacho Fundo 1), Valma Milograna. Ramon, 26, é o outro preso. Ele e o comparsa eram conhecidos da técnica. Além dos dois, um terceiro homem estaria envolvido na morte de Danyanne. Conhecido como “nego”, ele seria o autor do disparo de arma de fogo que matou a técnica, de acordo com Manoel. “Nego” ainda é procurado pela polícia.

Os dois foram autuados em flagrante pelo crime de ocultação de cadáver, homicídio qualificado e roubo do veículo. As penas somadas podem passar de 30 anos de cadeia.

  • Suspeitos de matar técnica de enfermagem são transferidos para carceragem da Polícia Civil do Distrito FederalEd Alves/CB/DA Press

De acordo com a delegada, as investigações indicam que Danyanne e Ramon praticavam agiotagem. Em determinado momento, Ramon e Manoel passaram a pegar dinheiro alegando que seria para terceiros. No entanto, era empréstimo em favor próprio.

A motivação do crime teria ocorrido por ele e Manoel não conseguirem quitar a dívida com a vítima, que, a princípio, não suspeitava que estava sendo enganada. Os dois simularam um assalto no dia do sumiço de Danyanne e levaram a vítima para uma emboscada.

Ramon trabalhava como chapeiro em uma hamburgueria no Riacho Fundo e residia na região. Manoel era entregador de gás, morador do Recanto das Emas e motorista de aplicativo.

Outro lado

O advogado criminalista Sérgio dos Anjos informa que o cliente dele, Ramon, nega todas as acusações com veemência. “Nós ainda estamos tendo acesso aos elementos probatórios”, afirma o advogado. Segundo ele, há álibis mostrando que o cliente não estava no local no momento do crime.

Corpo encontrado

O corpo da técnica de enfermagem foi encontrado na madrugada desta quarta-feira (3/8), no Incra 8, em Brazlândia. A informação foi confirmada pela irmã da vítima. Danyanne estava desaparecida desde o dia 27 de julho, após sair de casa para cobrar uma dívida de um conhecido.

Segundo a PCDF, o encontro entre o homem e a técnica de enfermagem foi marcado em frente à loja Madeireira Forte Lar, na Quadra 1, do Riacho Fundo 1. Danyanne foi vista pela última vez às 22h30. Pouco tempo depois, o veículo dela foi flagrado por um radar na BR-040, à 0h27min, perto de Valparaíso de Goiás.

Danyanne deixa dois filhos, de 11 e 13 anos.

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui