Seguro auto: O que é, como funciona?

 

  O seguro auto ressarce, por exemplo, um acidente de carro com o veículo.

 

O seguro auto é uma  proteção cada vez mais bem-vinda ao carro, pois os veículos estão muito sujeitos a problemas no dia a dia.

Por exemplo, roubos, furtos, colisões, pane e outras situações. Porém, se você contratar um seguro para o carro, terá auxílio da seguradora para lidar com todas as ocorrências.

Neste conteúdo, contamos tudo que você precisa saber sobre o seguro auto. Inclusive como contratar a melhor opção para você.

O que é o seguro auto?

O seguro auto é uma proteção para o carro que você deve fazer caso não queira lidar sozinho com os prejuízos do veículo.

Com o seguro, você fica coberto se um acidente acontecer, por exemplo. Isso quer dizer que a franqueadora vai pagar pelo conserto do veículo, em vez de você precisar arcar com tudo.

É obrigatório fazer o seguro?

Não é obrigatório fazer um seguro auto, mas é sempre recomendado. Com o serviço, você vai ficar protegido e não vai ter prejuízos com o carro.

Na hora de contratar a proteção, você pode pesquisar em diversas seguradoras. Algumas delas têm preços bem em conta, e podem ser uma alternativa caso você queira economizar.

Vantagens do seguro auto

A maior vantagem de um seguro auto é que, quando você o contrata, passa a ter a seguradora para auxiliar você.

Assim, quando algo acontece com o carro, você não precisa resolver sozinho. Em vez disso, a seguradora aconselha sobre o que fazer.

Quando é preciso pagar consertos no veículo, a empresa também paga por isso. Então, você não terá uma despesa alta de última hora, o que poderia prejudicar seu orçamento.

Outra vantagem do seguro auto é a assistência 24 horas que a maioria das seguradoras oferece. Nesse caso, você vai ter auxílio se o carro precisar de um reboque, por exemplo.

Como fazer seu seguro?

Para fazer um seguro auto, você precisa pesquisar por seguradoras e cotar o serviço com elas. Vale a pena fazer isso com várias empresas, para então conseguir comparar as opções e escolher o melhor serviço.

Os seguros variam muito em relação às coberturas oferecidas ao carro. Pode ser que algumas cubram enchentes, e outras não, e este é apenas um exemplo.

Então, na hora da sua análise, tenha atenção contra o que seu veículo ficará protegido. Assim, você vai poder selecionar aquele que realmente oferece o que você precisa.

Depois disso, será hora  de entrar em contato com a seguradora de novo e fechar o serviço. Nessa hora, você vai saber qual o valor da parcela mensal que vai pagar, por exemplo.

Tipos de seguro automobilístico

Existem alguns tipos muito comuns de seguro auto. O mais frequente é o anual, que você contrata para deixar o veículo protegido por 12 meses.

Para facilitar o pagamento, as seguradoras costumam dividir o preço do seguro em parcelas. Assim, você paga mensalidades para obter o serviço ativo. Então, quando o prazo acaba, é preciso renovar a proteção.

Outro tipo é o seguro auto mensal. A diferença não é muito grande, apenas acontece de esse seguro precisar ser renovado todo mês.

Essa é uma boa opção, por exemplo, caso você não use o carro com muita frequência. Se ele ficar parado por meses na garagem, pode não fazer muito  sentido pagar pelo plano anual.

Também existe o seguro pay-per-use, que o usuário pode”ligar e desligar” quando usar o carro. É uma opção que pode ajudar a economizar, mas também merece cuidado. Isso porque, caso o carro sofra alguma ocorrência com o seguro “desligado”, a seguradora não pagará pelo prejuízo.

Como é calculado o valor do seguro?

O preço do seguro auto varia segundo alguns aspectos. Primeiro, o número de coberturas no plano e quais são elas.

Outra coisa que influencia os valores é o modelo do carro. Quando o veículo é muito caro e/ou muito visado por assaltantes, o preço do seguro tende a ser mais caro.

Além disso, na hora de cotar, a seguradora considera a cidade do usuário, o perfil do motorista, número de pessoas que dirigem o carro, tipo de uso do veículo etc.

Como funciona o seguro auto?

O funcionamento do seguro auto é simples. Se o carro tem um seguro e sofre uma ocorrência, a seguradora paga por ela.

Assim, você não vai precisar tirar do próprio bolso todo o valor para pagar pelo conserto do veículo.

Mas é preciso dizer que, para que isso aconteça, o carro precisa estar coberto contra aquela situação. Se, por exemplo, você não contratar cobertura para colisão, e o carro colidir, o prejuízo será todo seu, sem ajuda da seguradora.

O que é franquia do seguro?

Quando o carro sofre um sinistro (situação coberta), a seguradora paga apenas parte do valor do prejuízo.

A outra parte é por conta do usuário, e é chamada de franquia. Com esse valor, o segurado contribui para o conserto.

É uma forma de a seguradora garantir que o usuário terá mais cuidado com seu veículo. Afinal, se ele não tivesse também prejuízo, pode ser que não tivesse tanta prudência no trânsito.

O valor da franquia fica definido no contrato do seguro, e pode ser fixo ou percentual. Mas também existem seguros que não cobram franquia. Nesse caso, o preço para contar com a proteção é mais caro, já que a franqueadora vai arcar com tudo se algo acontecer.

O que o seguro cobre?

O seguro auto cobre ocorrências como incêndio, colisão, queda de raio, roubo e furto. Além de quedas de objetos, vendaval, furto de equipamentos  e outros.

Porém, as coberturas variam bastante. Então, é importante conferir o que o seguro que você vai contratar cobre.

Como escolher a melhor empresa para fazer meu seguro?

Na hora de escolher a seguradora, a nossa melhor dica é usar uma ferramenta de cotação do seguro.

Dessa forma, você vai conseguir avaliar o preço dos serviços em várias seguradoras em uma mesma página.

Assim fica mais simples comparar as opções e entender qual delas é mais vantajosa para você. Sem contar ainda que uma ferramenta assim torna o processo mais rápido.

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui