OS Militares comparecem ao TSE para inspecionar código-fonte das urnas

Representantes do Ministério da Defesa estiveram na Corte após pedido “urgentíssimo” do chefe da pasta, Paulo Sérgio Nogueira

Representantes do Ministério da Defesa estiveram, nesta quarta-feira (3/8), no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para acessar o código-fonte das urnas eletrônicas. A inspeção acontece após o ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira, enviar um ofício “urgentíssimo” ao ministro Edson Fachin, presidente da Corte, solicitando que os dados fossem disponibilizados.

Os técnicos vão fazer a inspeção dos códigos-fonte da urna eletrônica na Sala Multiuso, na sede do TSE. Pela manhã, eles participam de reuniões com a área de Tecnologia da Informação da Justiça Eleitoral que vão fornecer todas as informações necessárias e esclarecer dúvidas dos militares.

Agora, no período da tarde, está prevista para ocorrer efetivamente a inspeção por parte dos representantes do Ministério da Defesa. Na tarde de terça-feira (2), o ministro Paulo Sergio Nogueira pediu acesso ao sistema, que já estava liberado para as entidades fiscalizadoras.

“Solicito a Vossa Excelência a disponibilização dos códigos-fontes dos sistemas eleitorais, mais especificamente do Sistema de Apuração (SA), do Sistema de Votação (Vota), do Sistema de Logs de aplicações SA e Vota e do Sistema de Totalização (SisTot), que serão utilizados no processo eleitoral de 2022”, escreveu o general no documento.

Debate acalorado

O TSE disponibiliza desde o ano passado o acesso aos sistemas citados por Nogueira. Os militares fazem parte do grupo convidado pela Justiça a participar do processo, assim como Ministério Público, universidades, peritos, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), partidos políticos e outros.

O Executivo e o Judiciário vivem um debate acalorado a respeito do papel das Forças Armadas nas eleições deste ano. Durante 26 anos, não houve nenhum questionamento dos militares ao sistema eleitoral brasileiro.

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui