Na Convenção do União Brasil não confirma Reguffe como candidato ao GDF

Senador afirmou que vai conversar com dirigentes da sigla na sexta (5/8) para decidir se manterá campanha. Ele discorda de apoio do partido a Bolsonaro e pede autonomia para decidir chapa

O dia de idas e vindas entre o União Brasil e o senador José Antônio Reguffe (UB) terminou em aberto. Na convenção do partido, que ocorre na noite desta quinta-feira (4/8), no Clube da Saúde, o senador não confirmou se será, de fato, candidato ao Governo do Distrito Federal. Reguffe disse que conversará com os dirigentes da própria sigla e de outros partidos na sexta-feira (5/8) para bater o martelo.

Enquanto era ovacionado pela plateia e por correligionários — como a distrital Julia Lucy (UB) — o senador deixou claro que só topará ser o representante do União Brasil ao Buriti se tiver plena autonomia para escolher a chapa. Ele também discorda do apoio do partido ao presidente Jair Bolsonaro (PL).

Assim, a convenção do União Brasil aprovou apenas os candidatos à Câmara Legislativa do DF e à Câmara dos Deputados. Os nomes para governador, vice e Senado não foram decididos, embora o partido defenda a candidatura de Reguffe ao Buriti. A ata da reunião está em aberto.

“Quando entrei no União (em março), me deram autonomia total para fazer uma chapa e tocar uma campanha que fosse do interesse maior da população. O partido vê algumas coisas (como Bolsonaro), eu vejo outras. Amanhã, vamos conversar com o partido para definir ou não a minha candidatura”, discursou.

Em seguida, Reguffe afirmou que pode fazer muito pela população do DF, “reconhecendo o que tem de bom e mudando o que tem de errado” em relação a gestões anteriores. “Independentemente de qualquer coisa, vocês sabem que eu sempre estarei na trincheira por uma Brasilia melhor. Eu não sou perfeito nem dono da verdade. Sou ser humano, falhável”, completou.

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui