Mulher e os dois filhos são esfaqueados por COVARDE que se dizia companheiro da vítima em apartamento de SP

Casal discutiu e teve início as agressões. Após crime, suspeito fugiu em uma bicicleta. Testemunha disse que brigas eram constantes

 

Uma mulher e os dois filhos foram esfaqueados pelo companheiro da vítima após uma discussão dentro da casa da família em Itaquaquecetuba, na região metropolitana de São Paulo, na noite desta sexta-feira (28). O agressor permanece foragido.

O crime aconteceu em um conjunto habitacional na rua João Sequeira, no bairro Chácara Cuiabá.

A briga entre o casal começou após um desentendimento entre a vítima e o agressor. Uma vizinha que estava em seu apartamento no momento das agressões ouviu os pedidos de socorro.

Segundo a testemunha, que não quis se identificar, ela escutou a mulher gritando por ajuda e saiu correndo até o local, batendo com força na porta. Naquele momento, o companheiro da vítima abriu o imóvel e, ao ser questionado, rebateu que a mulher o havia ofendido.

A testemunha ainda relatou que, inicialmente, não tinha visto a faca na mão do agressor, apenas após o homem recuar que ela percebeu a presença da arma utilizada no crime.

Em seguida, o suspeito pegou a bicicleta e fugiu do local. A vizinha, que é técnica de enfermagem, esperou o homem sair para socorrer a vítima.

Dentro do apartamento foram encontradas a mãe, um menino de 9 anos e uma menina de 11. Segundo a enfermeira, Cláudia levou ao menos cinco golpes de faca na região do tórax, além de outros golpes no braço e na perna.

Os filhos da vítima também sofreram ferimentos. O mais novo, ao tentar apartar a briga, teve um corte na mão. Já a menina foi atingida na perna pelo objeto.

De acordo com a Polícia Militar, equipes da 2ª Companhia do 35° Batalhão foram acionadas para uma ocorrência de pessoas feridas por arma branca.

No local, os agentes localizaram as três vítimas, que foram encaminhadas ao Pronto Socorro do Hospital Santa Marcelina de Itaquaquecetuba. Segundo a corporação, a mulher corre risco de morte.

Ainda de acordo com a PM, o agressor já havia fugido do imóvel. Até o momento não há informações da localização do suspeito.

Em relato, a vizinha que socorreu as vítimas informou que as brigas entre o casal eram constantes e que havia episódios anteriores de agressões.

O local foi preservado para perícia técnica. O caso foi registrado no Distrito Policial Central de Itaquaquecetuba.

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui