Justiça concede liberdade condicional a filho de Flordelis

Julgamento de ex-deputada, que havia sido marcado para 9 de maio, foi adiado para 16 de junho no Tribunal do Júri de Niterói

 

A Justiça do Rio de Janeiro concedeu, nesta quinta-feira (28), liberdade condicional a Carlos Ubiraci Francisco da Silva, filho da ex-deputada federal Flordelis, condenado por associação criminosa em julgamento realizado no último dia 13 no Tribunal do Júri de Niterói, na região metropolitana.

A decisão da juíza Roberta Barroin levou em conta a concordância do Ministério Público com o benefício. Preso há um ano e oito meses, Carlos cumprirá o restante da pena de 2 anos, 2 meses e 20 dias em liberdade, a partir de 19 de maio.

Ele ainda deverá se apresentar a cada três meses em juízo para justificar suas atividades, assinar o boletim de frequência e comunicar qualquer mudança de domicílio.

A defesa de Carlos entrou com o pedido após ele ser absolvido da acusação de homicídio duplamente qualificado do pastor Anderson do Carmo, que era marido de Flordelis.

Julgamento de Flordelis é adiado

julgamento de Flordelis e de mais quatro réus, inicialmente marcado para 9 de maio, foi adiado para o dia 6 de junho pela juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal. Os acusados irão a júri popular.

De acordo com a Justiça, a postergação foi motivada por não haver tempo hábil para juntar todos os laudos exigidos pela defesa dos acusados.

Além da ex-deputada, serão ouvidas Simone dos Santos Rodrigues, filha biológica de Flordelis, Rayane dos Santos Oliveira, neta, e Marzy Teixeira da Silva e André Luiz de Oliveira, filhos adotivos.

Até o momento, seis pessoas foram condenadas no processo da morte de Anderson:

• Flávio dos Santos Rodrigues, filho biológico da ex-deputada, condenado a 33 anos, 2 meses e 20 dias de reclusão em regime fechado por homicídio triplamente qualificado, porte ilegal de arma de fogo, uso de documento ideologicamente falso e associação criminosa armada. Ele é apontado como autor dos disparos que mataram o pastor;

• Lucas Cezar dos Santos de Souza, filho adotivo de Flordelis, condenado por homicídio triplamente qualificado a 9 anos de prisão em regime fechado. Ele foi acusado de ter sido o responsável por adquirir a arma usada no assassinato do pastor;

• Adriano dos Santos Rodrigues, filho biológico de Flordelis, condenado a 4 anos, 6 meses e 20 dias de reclusão em regime semiaberto por uso de documento ideologicamente falso e associação criminosa armada;

• Marcos Siqueira Costa, ex-PM, condenado a 5 anos e 20 dias de reclusão em regime fechado;

• Andrea Santos Maia, esposa de Marcos, condenada a 4 anos, 3 meses e 10 dias de reclusão em regime inicialmente semiaberto; e

• Carlos Ubiraci Francisco da Silva, filho afetivo de Flordelis, condenado por associação criminosa armada a 2 anos, 2 meses e 20 dias de reclusão em regime inicialmente semiaberto.

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui