Ferrock recebe seis bandas locais e nacionais neste domingo (10)

 
Shows são gratuitos e acontecerão na Praça do Trabalhador, em Ceilândia Sul
 
O Festival Revolução e Rock – Ferrock segue com a programação da 37ª edição. Neste domingo (10), o rock dos anos 60 e 70 será homenageado com os convidados que são verdadeiras lendas. Serão seis atrações locais e nacionais que vão passar pelos palcos do Festival, na Praça do Trabalhador (Ceilândia Sul).
 
A programação irá começar às 14h com as DJs Mariana Camelo e Elaine de Castro. Às 16h40, será a vez da banda Elson 7 (DF). Nascida em 1968, hoje é composta por Paulo Henrique (guitarra), Tamyr Silva (contrabaixo), Carlos Alberto (teclado), Pedro Silva (bateria), e Rui Simas (voz).
 
Em seguida, às 17h20, Mel da Terra (DF), que faz parte da história musical da capital desde 1979, irá se apresentar com Paulinho Mattos (flautista e voz), Jorge Bittar (piano), Paulo Maciel (baixo), Sérgio Pinheiro (voz), Beto Escalante (bateira) e Haroldinho Mattos (guitarra). “Vamos levar um trabalho especial para o Ferrock, relembrando o lado mais rock and roll da banda. Estamos em um momento de renascimento e é um prazer participar mais uma vez de um evento tão emblemático” diz Paulinho Mattos.
 
Às 18h, a Matuskela (DF) irá subir ao palco. Com mais de 50 anos de jornada – a banda atua desde 1968, o grupo está de volta com Anapolino Barbosa (guitarrista), Pedro Pereira (bateria), Raimundo Nonato (baixo), Gustavo Peres (guitarra), Patrick Sousa (teclado), e Roberto Dihel (voz). 
 
Às 18h40, o grupo Patrulha do Espaço (SP) vai tocar hard rock. Com 45 anos de estrada, a banda é composta por Gabriel Costa (baixo), Rolando Castello Junior (bateria), Marta Benévolo (voz) e Vagner Nascimento (guitarra). “O Ferrock é um festival honesto que valoriza o rock autêntico. É a 4ª vez que nos apresentamos e o público pode esperar um show com músicas de diferentes fases da banda”, diz Rolando Castello Junior.
 
Às 19h40, será a vez do Pholhas (SP). A banda tem 52 anos de história, colecionando sucessos desde 1968, e subirão ao palco com Bitão (guitarra e voz), Paulinho Fernandes (bateria e voz), João Alberto (baixo), Elias Jó (teclados e vocais de apoio). 
 
Às 20h40, a banda Made in Brazil (SP) irá encerrar a noite. “Estamos comemorando 55 anos e é uma honra participar do festival. Vamos levar um pouco do rock clássico, com alguns números de blues e boogie”, explica Oswaldo Vecchione, vocalista e fundador. A banda ainda conta com Celso Vecchione (guitarra e baixo), Guilherme Mendonça (guitarra e violão), Solange A. Blessa (vocais de fundo), Octavio Lopes (sax), Marcelo Frisoni (baixo e violão), Dimas Zaneli (bateria). Participação especial de Ivani Venâncio (vocais), e Wanderley Issa (teclados) como convidado.
 
Para Ari de Barros, um dos fundadores do Ferrock, o público que comparecer à Praça do Trabalhador vai ter uma noite de celebração do rock. “Será uma grande noite em que o público vai poder assistir show em dois palcos e celebrar o rock e o retorno do evento presencial. Os amantes do rock e blues vão poder se deliciar.”
 
Durante os shows, o evento receberá alimentos não perecíveis para doação. As instituições Diamante Divino do Setor P Sul, Associação Despertar, Sabedoria, Abutres Social, APEMIGOS – Associação de Pessoas com Esclerose Múltipla, e Instituto Acolhendo Vidas, receberão os alimentos.
 
Ferrock: tradição e pioneirismo
 
Com a missão de oferecer ao público atividades socioculturais, lazer, diversão e informação, o Ferrock atribui o sucesso por usar a música para abordar temas sociais que precisam ser debatidos e refletidos em conjunto. Nomes consagrados como Sepultura, Ira, Ratos de Porão, Made in Brazil, O Terço, sem deixar de mencionar as atrações internacionais como JJ Jackson (USA), Napalm Death (Inglaterra), Uriah Heep (Inglaterra), Suffocation (USA) e Johnny Winter (USA), já passaram pelos palcos do Ferrock.
 
Serviço:
37º Festival Ferrock | Lendas do Rock
Quando: 10/07 (domingo), das 14h às 22h
Onde: Praça do Trabalhador (QNM 13, área especial – ao lado da Administração Regional de Ceilândia Sul)
Entrada gratuita – Mediante doação de 1 kg de alimento não perecível – menos sal e fubá.
anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui