Escolas de Marketing Digital do Centro-Oeste fundada na pandemia cresce e vira franqueadora

Como se fosse artigo raro, cada vez mais,  grandes empresas encontram dificuldades em contratar profissionais de Marketing e Tecnologia; Entenda como modelo de negócio de uma escola pode ajudar na diminuição do desemprego.

Com a proposta de ensinar profissionais sobre Marketing Digital, Informática, Programação Lógica e Vendas, a Golcrom – Tecnologia Educacional foca em cursos presenciais, que simulam acontecimentos do cotidiano corporativo para ajudar jovens e adultos a aprenderem sobre as habilidades do novo mercado de trabalho e se posicionarem em busca de vagas que pagam bons salários mesmo pra cargos em início de carreira; Escola vai além do ensino convencional e ensina soft-skills como oratória e persuasão.

A empresa fundada em 2020, no entorno do Distrito Federal e no ápice da pandemia mundial de Covid-19, foi idealizada por Jeferson Alvesempresário, no ano de início das operações com 21 anos, que decidiu largar o emprego de Gerente de Vendas em uma rede de franquias também de educação, pediu demissão e com uma rescisão de pouco mais de R$1.500,00, comprou uma escola falida, sem alunos, funcionários e com mobiliários velhos. A venda foi formalizada em 4 boletos de R$10.000,00. 3 desses boletos pagos a partir dos resultados de vendas de matrículas que vieram a fazer já com a empresa em operação e o último, com uma linha de crédito tomada para finalizar o pagamento e reformar, para só depois de 4 meses, iniciarem as primeiras turmas.

Iniciada com o nome fantasia “StartUp”, a empresa enfrentou além das adversidades comuns para os empreendedores na pandemia: era uma empresa sem caixa, sem funcionários, sem computadores para iniciarem os cursos de tecnologia, com muitas limitações das vendas presenciais e uma marca impossível de ser registrada.

Após a tomada da linha de crédito, o empresário contratou um quadro de 3 colaboradores e colocou em prática a ideia de transformar a empresa em um modelo de negócio de sucesso e que gerasse impacto social. Logo em seguida das reformas, investiu em computadores usados, estruturou os departamentos e decidiu focar em um só nicho: O Marketing Digital.

5 meses depois das operações iniciadas e já com algumas turmas em andamento, o empresário decide trocar o nome da empresa idealizando uma possível expansão do negócio e a escola passa a ser chamada Golcrom – Tecnologia Educacional, com alterações nos órgãos competentes e registro oficializado da marca no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Intelectual). Já 7 meses depois e com um faturamento acumulado de mais de R$100.000,00 a empresa abriu sua primeira filial, sendo essa em Taguatinga-DF, localizada dentro de um dos famosos shopping da cidade.

Quase 2 anos depois e com 2 operações ativas, a empresa soma um faturamento de mais de R$400.000,00 só no ano de 2021, com mais de 400 alunos formados, a marca já conta com toda estruturação jurídica, contábil e de marketing para iniciar uma expansão em nível nacional e está abrindo processo seletivo para futuros franqueados.

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.