Deborah Secco fala sobre pressão estética: “Estou mais livre”

A atriz — e futura apresentadora — afirmou que com a maturidade passou a dar menos valor para a pressão estética e começou a se aceitar

A atriz Deborah Secco, 42 anos, falou em entrevista à coluna de Patrícia Kogut, do jornal O Globo, sobre  pressão estética e como lida com o envelhecimento.

Deborah Secco afirmou que com a maturidade passou a dar menos valor para a pressão estética e começou a se aceitar.

“Já entendi que não sou perfeita. Acho que é sobre apontar menos e se olhar com mais empatia. E falar de imperfeição libera as pessoas dessa busca constante. E agora (a pressão estética) vem para todo mundo, porque todos viraram pessoas públicas, com seus próprios canais. Mas, depois que vamos ficando velhas, entendemos o que de fato importa”, disse.

Ela revelou ainda não estar malhando e falou sobre técnicas que usa para tirar fotos paras as redes sociais.

“Claro que, quando posto, procuro um ângulo melhor, posiciono a câmera em cima e coloco um filtro na cara amassada. Mas está tudo bem ser flagrada ou não no melhor ângulo ou ver uma foto que não me favorece. Isso tem importância nula para mim. Antes, quando era mais jovem, tinha muita preocupação em aparecer perfeita o tempo inteiro, não só no âmbito físico. Estou mais livre das amarras da perfeição. Ir à praia não me incomoda mais. Se sair foto toda cagada, tudo bem. Estou sem malhar há um tempo, com bunda mole e barriga flácida. Não tenho mais essa vaidade”, revelou.

Sobre procedimentos estéticos, Deborah relatou um caso de quando fez um, no qual não a deixou satisfeita com o resultado.

“Sofri muito. Fiz preenchimento de olheira e maxilar. Ficou um horror, desfiz no mesmo dia. Quando cheguei em casa, o Hugo falou: ‘Isso é muito preocupante. Você não gosta de quem você é’. Desde então, parei de fazer tudo. Porque fiquei ‘um alien’. Isso tem uns três anos. Me tocou o que ele falou”.

Prestes a estrear como apresentadora em um programa no Giga Gloob com direção do marido Hugo Moura e com participações especiais da filha Maria Flor, Deborah Secco revelou que cogita retirar as próteses de silicone, mas não o faz por medo.

“Até penso em tirar, mas não tenho coragem. Depois que a Maria nasceu, tenho muito medo de morrer. Fico com medo de anestesia porque tenho alergia a remédios. Tenho medo real de choque anafilático”, disse.

A atriz completou afirmando não ser contra cirurgias estéticas, desde que seja por um bom motivo

“Não sou contra quem faz, só que tem quer ter muito sentido. Não pode ser banal. Se um nariz de fato incomoda, então, vai lá. Para mim, hoje não faz sentido”.

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui