Creche particular de Florianópolis abafava o choro das crianças com cobertor

Por meio de comunicado, a creche afirmou que as denúncias são “fake news”, e que não reconhece a validade das imagens divulgadas

Após vídeos de crianças sendo maltratadas circularem nas redes sociais, a creche Bem-Me-Quer, que fica na região central de Florianópolis, precisou suspender as atividades por tempo indeterminado. A Polícia Civil, Secretaria de Educação e o Conselho Tutelar estão investigando o caso.

Nos vídeos, é possível ver uma funcionária usando um cobertor para abafar o choro de uma bebê, além de xingamentos contra as crianças, tapas na boca, na cabeça e pouco lanche. Outra funcionária, que não quis se identificar, relatou que as agressões eram constantes.

Essa mesma funcionária também falou que castigos e chantagens com as crianças eram recorrentes.

Segundo os pais dos alunos da creche, que é particular, a comida era ofertada às crianças em quantidade mínima, e os filhos chegavam em casa com fome após passarem o dia no local. A mudança de atitude das crianças também chavama a atenção dos pais.

Por meio de comunicado através dos advogados, a creche afirmou que as denúncias são “fake news”, e que não reconhece a validade das imagens divulgadas.

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui