Corredor azul para o DF.

QNL’s REIVINDICAM CORREDOR AZUL PARA MOTOBOY’S NO DF E POLÍTICAS PÚBLICAS PARA OS JOVENS DA REGIÃO.

 

Fernanda Sena para Times Brasília

Líderes comunitários de Taguatinga e Ceilândia se reuniram na noite de ontem (19), na área comercial de Ceilândia, na padaria Gonçalina, para levarem propostas das regiões ao pré-candidato Distrital Léo Rangel (PDT).

Com o aumento da frota de motos em 5,7% desde 2020 e com a disparada dos Delivery’s a partir da pandemia de Covid-19, os registros das mortes no trânsito neste ano fizeram 46 vítimas e dentre elas, 17 eram motociclistas, de acordo com dados do primeiro trimestre, do Departamento Nacional de Trânsito do DF (Detran-DF). Este resultado fez com que a categoria assumisse a liderança em relação aos pedestres que sempre tiveram nas primeiras posições entre os mais acidentados no trânsito desde 2000.

“A implementação de um corredor para motoboys é uma das formas que o Estado pode destinar para que se reduza acidentes. Reeducar motociclistas, motoboys e motoristas, no momento de ultrapassagens seguras, reduz a violência no trânsito. Em São Paulo é possível ver na prática o uso do corredor, que já reduziu em 60% o alto  número de acidentes registrados antes da sua implementação. O corredor funcionaria no DF, na faixa central, e os motoristas só poderiam indicar a ultrapassagem quando não vissem motociclistas na faixa azul “, enfatiza o pré-candidato Léo Rangel.

Motoboy Welington

Welington Barbosa é motoboy e explica: ” buscamos melhores condições para a segurança das nossas vidas, durante nossa atividade profissional, como entregador”.

 
Na reunião foram discutidos, ainda, temas como acessibilidade e a implementação de projetos públicos que incluam o jovem na cultura, dando voz à eles por meio de um estúdio social em quatro rodas, para a QNP, Pôr do Sol e Sol Nascente, em Ceilândia, afastando-os da vulnerabilidade social.
anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui