Conteúdo audiovisual chinês, da Plataforma China Zone, chega ao país através da CB Mídia e reúne profissionais para debater este mercado no ambiente digital

 

Lançamento acontece, em evento aberto aos interessados pelo tema, no dia 8 de julho, 6ªf, na Biblioteca Parque Estadual (RJ)

 

Ao final, apresentação da PianOrquestra e a tradicional Dança Leão Chinês

No bate papo, nomes como o da atriz Lucélia Santos, do doutor em teledramaturgia, Professor Mauro Alencar, com mediação do crítico de cinema, Filippo Pitanga

Um encontro para debater – e promover – o audiovisual da China no ambiente digital do país, marca o lançamento no Brasil da plataforma de audiovisual asiático CB Mídia, que distribui conteúdos da chinesa China Zone. No dia 8 de julho6ªf, na Biblioteca Parque Estadual, no Rio de Janeiro, um bate-papo com alguns nomes, como da grande conhecedora do audiovisual asiático, a atriz Lucélia Santos, e do doutor em Teledramaturgia Brasileira e Latino Americana pela USP, o mestre Mauro Alencar. Para mediar a mesa e conversar sobre o audiovisual no ambiente digital, Filippo Pitanga, curador e crítico de cinema, colaborador do Canal Like. No encerramento, a participação especial do grupo PianOrquestra e um piano tocado a 10 mãos, com participação de Joana Hime, Além da tradicional Dança do Leão Chinês, com artistas marciais do Kung Fu da Equipe Mestre Sergio Silva AKFGAGERJ.

No painel dos convidados, “O conteúdo audiovisual no mundo digital, Conexão Brasil-China“, com a troca de experiências do setor sobre o conteúdo audiovisual no ambiente digital, bem como sobre o mercado audiovisual da China. Parceria idealizada pelo empresário chinês naturalizado brasileiro, Arthur Chen, que atua no país com a plataforma CB Mídia (www.cbmidia.com). Abaixo, serviço e mini bio dos participantes.

“Chegam com a Chine Zone conteúdos que retratam a China contemporânea e tradicional, inserida econômica e culturalmente no mundo – com produções audiovisuais em diferentes formatos, como novelas, filmes de ficção e documentários, séries, desenhos e animes. Produtos para um grande público apreciador e consumidor destes conteúdos no ambiente digital, que fortalece ainda mais o intercâmbio de produtos de qualidade no país, com a chegada do grupo China Zone“, reflete Artur Chen da CB Mídia.

Temas como, Mercado digital e a distribuição dos conteúdos audiovisuais, como novelas filmes de ficção e documentários, séries e animes de outros mercados mundiais; O universo audiovisual asiático; Telenovela – A joia da globalização; Relação China e Brasil, imersão e multiculturalidade; China como um importante parceiro comercial do Brasil.

Sinopse:

A ideia é refletir sobre as facilidades que o mundo digital trouxe, ampliando as possibilidades de acesso a conteúdos que antes não estavam disponíveis com facilidade no mercado audiovisual.

A tecnologia traz para este setor a experiência da diversidade concreta, onde conexões entre filmes, séries e novelas se estabelecem –contextualizando a urgência de cada vez mais fazer da atividade audiovisual uma ferramenta de integração global, em que países podem gerar conectividade cultural, econômica e afetiva. Neste sentido, políticas públicas que expressem a real vontade de apoiar estas relações, tornam-se verdadeiros caminhos diplomáticos, estabelecedores de memória e marcos históricos.

Esta mesa pretende rememorar as relações já estabelecidas entre Brasil e China através do sucesso de público que a novela “Escrava Isaura” alcançou no país e, também, refletir sobre novas possibilidades de conexões para o futuro. A plataforma CB Media acena para o mercado audiovisual brasileiro, como pioneira em licenciar conteúdos asiáticos contemporâneos para todas as idades.

Alguns conteúdos China Zone, disponíveis na plataforma CB Mídia:

Desenhos:

Panda e Toupeira

A Lenda da Rota da Seda

Filmes ficção em longa-metragem:

Os Temíveis Monstros da Dinastia Tang

Sala Mortal

Filmes documentários em longa-metragem:

Família Chen’s

Plantas Chinesas que Influenciaram o Mundo Tecnologias Para Uma Vida Melhor

Herança

Séries e novelas:

Lenda da Fênix

Destino Distorcido do Amor

Serviço:

 

– Lançamento plataforma CB Mídia e parceria com China Zone

– Mesa de bate papo com mediação de Filippo Pitanga, com Lucélia Santas e Mauro Alencar

-Show grupo Piano Orquestra – participação especial Joana Hime

– Dança do Leão Chinês, artistas marciais do Kung Fu da Equipe Mestre Sergio Silva AKFGAGERJ

 

Dia: 8 de julho de 2022 | 6ª feira

Local: Teatro Alcione Araújo na Biblioteca Parque Estadual

Horário12h30 às 16h30

Endereço: Av. Pres. Vargas, 1261 – Centro, Rio de Janeiro/RJ, 20071-004

Telefone: (21) 2216-8500

Gratuito | Entrada de acordo com a capacidade do local

Capacidade: 100 pessoas

Cronograma:

 

12h30 às 13h30 – Credenciamento e entrada públicos

13h30 às 14h30 – Início evento e apresentação de conteúdo (lançamento, vídeos e performance)

14h30 às 15h30 – Painel: “O conteúdo audiovisual no mundo digital: uma Conexão entre Brasil e China”.

15h30 às 16h30 – Encerramento: Apresentação Piano Orquestra

Mídias digitais:

Instagram: https://www.instagram.cxxxxxxia.play/

Facebook: https://www.facebook.coxxxxmidiaTV

 

Mediação:

 

 

Filippo Pitanga

Curador e crítico de cinema, roteirista e apresentador da Sessão AIC no Canal Like, advogado, professor na Academia Internacional de Cinema, Midrash e Escola Sesc de Ensino Médio. Colunista na Revista Fórum. Host do Podcast Reserva Imovision.

Convidados:

 

Lucélia Santos

Maria Lucélia dos Santos (Santo André, 20 de maio de 1957) atriz, diretora, autora e produtora brasileira. Protagonizou clássicas novelas da teledramaturgia mundial, considerada a atriz brasileira da atualidade mais reconhecida no mundo. Na China ganhou o Troféu “Águia de Ouro”, com mais de 300 milhões de votos. O fruto da influência de seus personagens foi responsável por atrair multidões na muralha da China, pelo cessar fogo diário na Guerra da Bósnia, pela suspensão de decolagens de aviões e racionamento de energia na América Central, dentre outra série de acontecimentos históricos por vários países onde seus trabalhos passaram. Nos EUA, estudiosos da linguagem audiovisual afirmam que seu trabalho pertence ao maior sucesso da história da teledramaturgia mundial, abrindo os caminhos para o produto audiovisual brasileiro mundo afora. Lucélia Santos é também a principal artista da obra de Nelson Rodrigues no cinema. Utilizando sua influência e sucesso internacional, se torna também uma das principais vozes brasileiras da causa ambiental, onde se dedica de forma conjunta com seu processo artístico há mais de quatro décadas. Em 2022 a atriz comemora 50 anos de carreira profissional e está em cartaz com a peça “Vozes da Floresta – Chico Mendes Vive”

Mauro Alencar

Doutor em Teledramaturgia Brasileira e Latino – Americana – USP, Professor do Centro Universitário Belas Artes Membro da Academia de Artes e Ciências da TV de Nova York (EMMY), Autor do livro A Hollywood Brasileira – Panorama da Telenovela no Brasil (laureado na Feira de Frankfurt) e da coleção Grandes Novelas, entre outros títulos.

Sobre PianOrquestra:

PianOrquestra destaca-se pela originalidade e pela qualidade musical. Seu trabalho envolve quatro pianistas, uma percussionista e um piano preparado. Com luvas, baquetas, palhetas de violão, fios de náilon, sandálias de borracha, peças de metal, madeira, tecido e plástico, a PianOrquestra explora infinitas possibilidades de timbres e sonoridades produzida pelo piano, transformando o instrumento em sua própria orquestra. Desde 2003, as 10 mãos e 1 piano se apresentou em importantes palcos internacionais e também uma extensa turnê pela Europa em 2018, onde passou por importantes teatros de sete países. Foram dois anos de preparação e o resultado surpreendeu, com lotação em teatros da Estônia e da Letônia.

PianOrquestra também fez show no moderno e recém-inaugurado teatro Elbphilharmonie, em Hamburgo, na Alemanha, com lotação esgotada. A turnê ainda teve apresentações pela França, Suíça, Portugal e Espanha.

Considerado um dos “10 Melhores Concertos do Ano” pelo jornal “O Globo”, o grupo recebeu, em 2016, a maior pontuação das três Américas para participar do showcase “Classical Next”, na Holanda.

O grupo já tem dois DVDs lançados com grande sucesso e reconhecimento do público e da mídia, lotando teatros por todo o Brasil.

PianOrquestra – link do Youtube:

https://youtube.com/channel/UCTWsaE-bjBU5QgZGG1Sckhw

 

Ficha Técnica PianOrquestra

Diretor Artístico: Claudio Dauelsberg

Diretor de Produção: Carlos Fausto

Assistentes de Produção: Camille Dias, Cristhine Rodrigues e Luiza Pion

Músicos PianOrquestra: Claudio Dauelsberg, Verónica Fernandes, Nathália Martins, Matheus Kern, Mako; Músicos Convidados: Amanda Kohn, Anne Amberget, Marina Spoladore, Patrícia Mol, Priscilla Azevedo e Verónica Bonfim.

 

Danielle Barros (Secretária de Estado de Cultura e Economia Criativa do RJ):

Funcionária de carreira da educação do Rio de Janeiro, Danielle Barros é professora, contadora de histórias, ativista e gestora cultural. Como Secretária de Cultura do Estado do Rio regulamentou o Fundo Estadual de Cultura após 22 anos e modificou a política de projetos culturais financiados com recursos da Lei de Incentivo à Cultura, com foco na diversificação do incentivo para projetos e projeção da cultura nos 92 municípios do estado. Mestranda em Educação no Campo pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, também atuou em todo estado do Rio como Delegada Federal de Desenvolvimento Agrário, conhecendo todos os 92 municípios e suas particularidades.

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui