CEUB abre espaço para o debate sobre a luta antimanicomial

Professores e alunos mobilizam sociedade sobre o enfrentamento aos tratamentos psiquiátricos excludentes para pessoas com sofrimento psíquico

Em alusão ao Dia Nacional da Luta Antimanicomial, em 18 de maio, o Centro Universitário de Brasília (CEUB) exibirá na tarde desta quarta-feira, por meio de transmissão online (meet.google.com/rsw-ckme-tqk), o curta-metragem “Milton Freire, um grito além da história”. Na sequencia, haverá um debate com o diretor Victor Abreu e o produtor da obra e ativista antimanicomial, Eduardo Vasconcelos. A conversa com os cineastas será norteada pela trajetória do primeiro usuário do sistema de saúde mental do Brasil a assumir o seu transtorno publicamente para lutar por seus direitos. Professores, alunos e a comunidade estão convidados para o debate, que será transmitido no canal do CEUB no Youtube (https://youtu.be/GYXMA_9I8wo).

A proposta da iniciativa é alertar para a desconstrução de instituições com características asilares, manicomiais, excludentes e colaborar para a construção dos serviços que a Lei da Reforma Psiquiátrica 1.216/2001 prevê.

À frente do evento, os professores Tânia Inessa (Medicina e Psicologia), Roberto Albuquerque (Enfermagem), Filipe Dinato (Educação Física) e Luciana Musse (Direito), que destaca a importância das políticas comunitárias e inclusivas para o tratamento de pessoas com sofrimento psíquico, acreditando no combate ao isolamento e defesa da liberdade e da autonomia do indivíduo. “Saúde mental é um fenômeno complexo e requer – além dos cuidados em saúde – suporte jurídico para amparar as pessoas com sofrimento mental”, aponta.

Serviço:
Dia da Luta Antimanicomial
– Transmissão do curta-metragem “Milton Freire, um grito além da história”
– Debate com o diretor Victor Abreu e com o produtor Eduardo Mourão Vasconcelos
Data: 18/05
Horário: das 14h às 15h30
Transmissão ao vivo: canal do CEUB no Youtube
Link: https://youtu.be/GYXMA_9I8wo

anuncio patrocinado
Anunciando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui